Últimas

Mesmo com Falcão e R. Dinamite, Brasil teve a pior campanha da história nos Jogos Olímpicos de 1972

Nos Jogos de Munique, o Brasil caiu na primeira fase e perdeu até para o Irã no se tornou uma das maiores zebras do futebol

A cidade de Munique, na Alemanha Ocidental, foi escolhida como sede para a disputa da 20ª Olímpiada da Era Moderna. Alguns feitos foram atingidos durante os Jogos Olímpicos como a primeira vitória da seleção de basquete da URSS sobre os Estados Unidos e as sete medalhas de ouro de Mark Spitz, nadador americano que entrou para a história da competição.

 


(Foto: CBF / Arquivo)

 

Mas apesar de chegar como a Seleção tricampeã do mundo, depois do show na Copa de 70, também não foi desta vez que o futebol brasileiro conquistou a tão sonhada medalha de ouro.

 

Nem mesmo jogadores como Roberto Dinamite e Falcão que entrariam para a galeria dos maiores craques do país anos depois, foram capazes de chegar a tal feito.

 

Na verdade, os Jogos de Munique representaram um vexame na história do futebol brasileiro em Olímpiadas. Com apenas um ponto, a Seleção foi eliminada na primeira fase da competição.

 

O Brasil empatou em 2 a 2 com a Hungria, perdeu para a Dinamarca, e para o inexpressivo Irã, no que se tornou uma zebra histórica, a equipe terminou em último lugar do grupo.

 

 

Alguns jogadores que fizeram parte do elenco da Seleção Brasileira que disputou os Jogos de 1972: Nielsen, Terezo, Abel Braga, Osmar, Celso, Bolívar, Falcão, Rubens Galaex, Pedrinho, Washington, Zé Carlos, Manoel, Roberto Dinamite e Dirceu.

 

Mas infelizmente não foi o fraco desempenho do Brasil que marcou a Olímpiada de Munique, um atentado terrorista contra a delegação de Israel manchou a história da maior competição esportiva do mundo.

 

Em 1972 a Polônia bateu a Hungria por 2 a 1 na grande final e conquistou a medalha de ouro.

 


(Foto: Fifa.com / Divulgação)

Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook