Últimas

Ministério da saúde estima 20 mil atendimentos ligados à Olimpíada

O Ministrio da Sade estima que haja 20 mil atendimentos mdicos e 700 remoes durante os Jogos Olmpicos.

Esses servios sero monitorados por um centro de operaes, apresentado nesta tera (12), no Rio.

O Centro Integrado de Operaes Conjuntas da Sade far uma vigilncia do atendimento mdico a atletas, delegaes e espectadores dos Jogos Olmpicos e Paraolmpicos.

Segundo o Ministrio da Sade, o centro ir monitorar as situaes de risco, a demanda por atendimento, a vigilncia epidemiolgica e sanitria e coordenar respostas diante de emergncias em sade pblica.

Funcionar no Centro de Operaes Rio, da Prefeitura, do dia 29 de julho a 26 de setembro.

Esse tipo de monitoramento j foi feito em eventos como a Copa do Mundo e Jornada Mundial da Juventude. Durante a Copa, por exemplo, 0,2% dos participantes necessitaram de algum tipo de atendimento de sade fora das arenas.

Segundo o Ministrio da Sade, a estimativa internacional que entre 1% e 2% do pblico em eventos de massa necessite de algum cuidado mdico e 0,2% a 0,5% tenha necessidade de transferncia para servios de maior complexidade.

REFORO

A crise financeira do Estado atingiu a sade, que entrou em colapso no final de 2015, quando emergncias chegaram a fechar.

Com o repasse de R$ 2,9 bilhes do Governo Federal ao Estado para a segurana pblica durante a Olimpada, a sade conseguiu um remanejamento de R$230 milhes da verba estadual para regularizar o pagamento de seus servidores.

DENGUE E ZIKA

O Ministrio contratou 2,5 mil profissionais de sade temporrios e de 3,5 mil agentes para inspecionar e eliminar focos de dengue e zika.

Tambm foi lanado um site (www.saude.gov.br/viajante) com orientaes para os brasileiros e turistas sobre os cuidados e a preveno sade e um aplicativo de monitoramento, o Guardies da Sade. Segundo o Ministrio, a ferramenta torna possvel mapear a ocorrncia de sintomas similares relatados em determinadas localidades.

ATENDIMENTO

A Rio-2016 prestar servios mdicos dentro das reas de competio. Oferecer atendimento externo particular a atletas e delegaes. Espectadores que precisem de remoo dos locais de competio sero atendidos no SUS, na rede de assistncia organizada pelo municpio.

O Ministrio espera que mais 90% dos atendimentos nas reas de competio sejam resolvidos no prprio local.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook