Últimas

Não é um rei, nem uma lenda – Por que devemos ter calma com Ibrahimovic no United?

O craque sueco chegou com uma enorme reputação, mas sua idade avançada pede que Mourinho o escale com moderação

Há apenas quatro semanas, uma das personalidades futebolísticas mais extravagantes do mundo se tornou um um jogador do Manchester United. Zlatan Ibrahimovic pode fazer sua estreia contra o Galatasaray no sábado, em Gotemburgo. O jogo acontece em na sua terra natal e isso não é coincidência. Este jogo foi feito pra ele.

Mas depois de ver Ibrahimovic em um ambiente familiar e apoiado por milhares de seus próprios compatriotas, as atenções irão imediatamente voltar para a temporada da Premier League e as pessoas vão questionar se o atacante pode dar a resposta esperada dele na temporada.

Ibrahimovic não está mais lento, mas como se aproxima dos 35 anos, ele e o United devem levar em conta uma desaceleração física natural ao longo dos próximos meses. 2016-17. Para muitos, a dificuldade enfrentada na França não é a mesma que o camisa 9 dos Red Deivils vai ter na Inglaterra.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Que tal o Neymar, Gabriéis? | Simeone quer Griezmann melhor do mundo | Time das Estrelas do futebol europeu



(Fotos: Getty Images)

José Mourinho pode ser dar o luxo de não escalá-lo em todos os jogos, já que tem uma série de opções para a posição. Com Anthony Martial, Marcus Rashford e Wayne Rooney, além da chegada de Henrikh Mkhitaryan, o português tem alternativas para o ataque.

Em sua última temporada no PSG, Ibra marcou 50 gols em 51 jogos, mas a carga de trabalho mais pesada da Premier League combinado com o adicional de 12 meses sugere que o sueco pode ser poupado em algumas ocasiões. Os críticos dizem que Zlatan não é o Zlatan de anos passados.

“Ele era bom o suficiente para Ligue 1, mas eu realmente não acho que ele pode jogar 30 jogos na próxima temporada, especialmente na Inglaterra”, pensa o correspondente do PSG na Goal, Loic Tanzi. “Mourinho terá que controlá-lo, mas não vai ser fácil, pois ele quer jogar cada jogo”, afirmou o jornalista.

Ele partiu do PSG alegando “Eu vim como um rei e saio como uma lenda” e respondeu à provocação de Eric Cantona, o ‘Rei do Old Trafford’, dizendo: “Eu não vou ser rei de Manchester, eu serei o Deus de Manchester”. Nem um, nem outro. O legado de Ibra será analisado de uma forma diferente daquela pela qual ele foi julgado até agora.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook