Últimas

O Mundo é Uma Bola: Quem está melhor – Bale x Cristiano Ronaldo

Portugal e País de Gales farão a primeira semifinal da Eurocopa da França. O confronto será nesta quarta (6), em Lyon, às 16h (de Brasília).

A partida, à primeira vista, parece bem menos atrativa do que a outra semifinal, na quinta (7), entre a França e a Alemanha, ambas seleções que já conquistaram Copas do Mundo (quatro vezes, os alemães, e uma vez, os franceses).

Só que há um duelo individual que atrairá todos os holofotes para o confronto entre portugueses e galeses: Cristiano Ronaldo x Gareth Bale.

Os dois são colegas de Real Madrid, o atual campeão da Liga dos Campeões da Europa. São reconhecidamente artilheiros. São também as mais caras contratações da história do futebol.

É esperado que o sucesso de Portugal tenha o toque de Cristiano Ronaldo, assim como que o êxito de País de Gales passe pelos pés ou pela cabeça de Bale.

Alguns meses atrás, criei uma série que tem sido publicada periodicamente neste blog, a “Quem é melhor?”, com a comparação entre jogadores e entre times (por exemplo, Higuaín x Kane e Brasil-1970 x Barcelona-2015).

Pensei em elaborar o duelo Cristiano Ronaldo x Bale, mas pelo histórico fica claro que o CR7 é superior – afinal, o português de 31 anos já foi eleito três vezes o melhor jogador do mundo (de 2008, de 2013 e de 2014), e o galês, de 26 anos, nenhuma.

Neste momento, contudo, é possível fazer um outro tipo de comparação, baseada no desempenho estatístico deles nas últimas três semanas, desde o começo da Eurocopa, na qual cada um atuou em cinco partidas.

Afinal, quem está melhor? Cristiano Ronaldo ou Bale?

Gols

Cristiano Ronaldo fez dois, e em um único jogo, o terceiro na primeira fase, contra a Hungria – um de cabeça e outro belíssimo, de letra. Bale marcou três, um na estreia, contra a Eslováquia, um na segunda partida, diante da Inglaterra, e um no terceiro jogo, ante a Rússia – os dois primeiros de falta, o último em finalização de dentro da área. Como nenhum deles balançou as redes nem nas oitavas nem nas quartas de final, Bale detém a vantagem. (O artilheiro até agora é o francês Griezmann, com quatro gols.)

Assistências

O português é reconhecidamente um fominha. Gosta de ser servido, e não de servir. Nesta Euro, deu um único passe para um colega fazer um gol – no 3 a 3 com a Hungria, serviu Nani. Porém Bale está pior, zerado, então Cristiano Ronaldo prevalece.

Pontaria

Cristiano Ronaldo é, disparado, o jogador que mais tentou o gol na Euro-2016. De acordo com as estatísticas da Uefa, a organizadora da competição, Cristiano Ronaldo arriscou 39 vezes a gol – quase oito tentativas por jogo. Mas apenas dez foram no alvo (14 para fora, outras 14 bloqueadas e uma na trave), um aproveitamento de 26%. Bale tentou o gol 20 vezes, e 13 tiveram a direção certa (65% de acerto). Bale tem sido mais preciso, na quantidade e na qualidade.

Passes certos

O CR7 deu 159 passes, uma média de 32 por jogo, acertando 142 (89%). Ou seja, de cada dez passes ele acertou nove. Bale fez 144 tentativas e teve êxito em 110 (76% de aproveitamento). Os passes do português geralmente são mais curtos; o galês arrisca mais, o que amplia seu índice de insucesso. Não importa. Neste quesito, ganha Cristiano Ronaldo.

Disciplina

Nenhum dos dois foi advertido com cartão amarelo ou vermelho, e o número de faltas também é muito baixo (cinco de Cristiano Ronaldo, em 510 minutos em campo, pois disputou duas prorrogações, e três de Bale, em 443 minutos jogados). Empate.

Resultado, considerando que o “empate” dá um ponto para cada um: 3 a 3.

Mas o desempate, felizmente, virá logo…

Bale frisou que Portugal x País de Gales não deve ser tratado como uma batalha entre dois atletas: “[A partida] não diz respeito a dois jogadores, mas sim a duas nações, a 11 homens contra 11 homens”.

Deveria mesmo ser assim, caro Bale. Mas não é. Pois o futebol também é feito de duelos individuais.

A semifinal da Euro será o tira-teima entre ele e Cristiano Ronaldo.

O júbilo de um, a derrocada de outro.

Em tempo: Cristiano Ronaldo e Bale nunca duelaram vestindo a camisa de suas respectivas seleções, mas em confrontos entre clubes, sim. O placar? CR7 5 x 0 Bale. Pelo Tottenham, o galês sempre deixou o campo derrotado diante do português. Em três ocasiões contra o Manchester United (uma delas em disputa de pênaltis, na final da Copa da Liga Inglesa, em 2009) e em outras duas contra o Real Madrid.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook