Obra de complexo de saúde está abandonada em Quebrangulo

Unidade entregue há dois anos está parada e foi saqueada e depredada. Construtora cobra cerca de R$ 1,5 milhão do governo do Estado.

 

Uma unidade de saúde básica em Quebrangulo está parada há dois anos porque a obra não foi paga pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). O município, que possui cerca de 12 mil habitantes, conta com cinco unidades de saúde que não são suficientes para toda população.

A denúncia foi feita pelo engenheiro responsável pela obra, Lucas Ferreira. Ele conta que a obra foi feita para abrigar dois complexos de saúde, com consultório odontológico, núcleo de apoio a saúde da família, almoxarifado e a sede da Secretaria de Saúde e Endemias.

O engenheiro conta que apenas nessa construção a Sesau deve cerca de R$ 1,5 milhão. "Essa obra aqui ela foi paga só um pequeno percentual de 20%. Como vocês podem ver, a obra está totalmente concluída e infelizmente já está há 2 anos parada" lamenta.

Sem vigilância, o prédio foi depredado e saqueado. A pintura externa está desgastada e o mato serve de pasto para animais e depósito de lixo jogado pela população.

"Esse prédio tem que ter um tratamento de no mínimo um mês para conseguir se entregue novamente. É necessário a recolocação de produtos roubados e limpeza do terreno, fora a pintura externa e a interna, que também estar desgastada" afirma o engenheiro.

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook