Últimas

Olímpicos: 'Clube de campo no meio do nada', Vila de Mídia terá boate e estrutura para oito esportes

O conjunto de prédios que serve como hospedagem para jornalistas e outros profissionais que trabalharão nos Jogos Olímpicos poderia ser um clube de campo.

Tem piscina, quadras de vôlei, basquete, vôlei de praia, tênis, campo de futebol, academia e pista de corrida. Também esta prevista a abertura de um restaurante, um bar e até uma boate.

Em modo “soft opening”, ou seja, com pequenas obras sendo feitas, detalhes sendo consertados, sem transporte oficial ou as áreas de refeições funcionando (há apenas um food truck de espetinhos), a chamada Vila de Mídia 3, na Barra da Tijuca (Jacarepaguá, na verdade), começou a receber profissionais de imprensa neste mês. Há mais duas vilas semelhantes no Recreio dos Bandeirantes.

Em 1º de julho chegaram os três primeiros hóspedes, depois mais 15 e, agora, já passam de 50. A maior parte estrangeiros. Um deles, uma húngara que trabalha na organização dos Jogos, definiu a localização como “um lugar no meio do nada”.

Na verdade, de carro, a Vila de Mídia 3 fica a cinco minutos da Vila dos Atletas ou dez minutos do Parque Olímpico da Barra da Tijuca. No entanto, no entorno dos prédios o que se vê são apenas montanhas, árvores e mata. E não se ouve um barulho sequer. Ao menos por enquanto, sem os ônibus que farão o transporte até o centro de imprensa do Parque Olímpico.

São seis blocos, em um total de 426 apartamentos, de 49 ou 63 metros quadrados. Depois dos Jogos, o local será um condomínio residencial. Atualmente, unidades são anunciadas pelo valor de R$ 293 mil os apartamentos de dois quartos e R$ 359 mil os de três quartos (ambos com sala, cozinha e banheiros).


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook