Últimas

Pabllo Vittar: 'Não preciso de nome feminino para ser drag'

Pabllo Vittar (Foto: Leocádio Rezende)Pabllo Vittar irá gravar álbum com produtor americano Diplo  (Foto: Leocádio Rezende)

Suzy Brasil, Dimmi Kieer, Alexia Twistter e Salete Campari são algumas das drag queens mais conhecidas do Brasil. Mas um novo nome começou a figurar nessa lista que mistura personalidade com glamour: Pabllo Vittar. Uma drag de apenas 21 anos que, diferente das outras, optou por manter o nome masculino e agora já começa a colher os frutos de seu trabalho.

Vittar ganhou notoriedade após integrar a banda do programa global “Amor & Sexo”, apresentado por Fernanda Lima. Antes da estreia na TV, Pabllo – batizado como Phabullo Rodrigues da Silva – já fazia sucesso na internet com a música “Open Bar”, adaptação da canção “Lean On”, do grupo Major Lazer.

Agora, a drag queen vai alçar voos ainda maiores. Ela, que fez questão de marcar presença na 20ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, está trabalhando na produção do seu primeiro álbum, que terá dez faixas – todas autorais – e contará com a participação do DJ e produtor musical americano Diplo, que já trabalhou em projetos de Beyoncé, Madonna, Shakira, Sia, Britney Spears, entre outras divas da música.

Pabllo Vittar (Foto: Leocadio Rezende)Pabllo Vittar (Foto: Leocadio Rezende)

“Eu tenho um carinho muito grande por ele e ele ama música brasileira. Então, foi paixão de cara. O álbum ainda não tem data de lançamento, mas vai sair ainda este ano”, adianta Pabllo, que prefere não rotular seu público. “Eu não tenho um público específico, minha música é para todos e para todas”, afirma.

Pabllo, que nasceu em São Luís, no Maranhão, revela que faz em média dez shows por mês e garante que muita coisa mudou depois de sua participação no programa “Amor & Sexo”. “Foi um divisor de águas, aprendi muito”, afirma ele, que chegou a cursar design de interiores na Universidade Federal de Uberlândia, em Minas Gerais, mas trancou a universidade para se dedicar exclusivamente à carreira.

O nome da drag é um assunto à parte. Muita gente se pergunta o motivo pelo qual Pabllo manteve o nome masculino para a personagem que criou. Sobre o questionamento, ele, que já revelou em entrevista ao EGO que todos os dias são dias de lutar pelos direitos LGBT, é direto: “Pabllo é quem eu sou, é minha drag é uma parte de mim, não preciso de nome feminino para ser drag”. Perguntado ainda sobre o futuro, ele prefere manter o pé no chão: “Eu não sei nem o que vai acontecer daqui  dez segundos! Eu foco no presente, estou trabalhando muito e estou muito feliz mesmo”.

Pabllo Vittar (Foto: Leocádio Rezende)Pabllo Vittar (Foto: Leocádio Rezende)
Pablo Vittar (Foto: Leocadio Rezende)Pabllo Vittar (Foto: Leocadio Rezende)
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução / Instagram)Pabllo Vittar nos bastidores do programa Amor & Sexo (Foto: Reprodução / Instagram)
Pabllo Vittar (Foto: Reprodução / Instagram)Pabllo Vittar (Foto: Reprodução / Instagram)

 


Fonte: Ego.globo.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook