Últimas

Palmeiras lidera ranking de gols de cabeça e transforma jogada aérea em arma

Time alviverde não é dependente desse tipo de lance, mas bom desempenho explica ótimo desempenho do ataque


GOAL Por Allan Brito 


O Palmeiras é disparado o melhor ataque do Campeonato Brasileiro e certamente todos adversários estão de olho nas principais armas do time de Cuca. E basta dar uma olhada nas estatísticas para observar que os cruzamentos para área são um ponto forte do líder: dos 30 gols marcados pelo Palmeiras até agora, oito foram de cabeça, mais do que qualquer outro time.

O oitavo gol saiu nesta terça-feira (12), no empate contra o Santos. Quem fez foi Yerry Mina, que tem 1,93m e ótima impulsão. Foi mais um reforço para esse tipo de jogada, pois possui 1,93m, mas se machucou e ficará fora por cerca de dois meses. Ainda assim o Palmeiras fica com outros bons cabeceadores, como Vitor Hugo, Lucas Barrios e Moisés para tentar aumentar a vantagem.


Não é fácil ganhar de Vitor Hugo na jogada aérea (Foto: Palmeiras/Divulgação)

Coritiba e São Paulo estão logo atrás do Palmeiras no número de gols marcados de cabeça. Ambos fizeram seis até agora. Com cinco, aparecem Flamengo, Atlético-PR e Grêmio. Com quatro, Figueirense, Internacional, Santa Cruz, Ponte Preta e Chapecoense. Apenas o Cruzeiro fez três gols. Já Vitória, Sport, Atlético-MG, Corinthians e Santos marcaram duas vezes de cabeça. Apenas América-MG, Fluminense e Botafogo passaram em branco nesse quesito.

Outra estatística que deve ser observada é a dependência dessas jogadas aéreas. Afinal, é importante que qualquer time saiba fazer gols de cabeça, mas ficar apenas nisso pode virar um problema. Sob esse ponto de vista, Coritiba e São Paulo são líderes, com 40% dos gols feitos apenas de cabeça. Flamengo, Figueirense e Atlético-PR aparecem logo atrás. 

O Palmeiras cai para sexto lugar, com 26,6%, o que mostra que o time não é tão dependente desse tipo de lance. Realmente em campo é perceptível que o time não abusa de bolas longas e cruzadas. O bom aproveitamento acontece principalmente em escanteios e faltas diagonais mesmo.

Atlético-MG, Corinthians e Santos, times que estão na parte de cima da tabela e são possíveis candidatos ao título, mostram uma estatística totalmente inversa, pois marcaram muitos gols, mas pouquíssimos foram de cabeça, menos de 9%. Terceiro colocado na tabela, o Grêmio também não se destaca muito por esse tipo de lance. Ou seja, os gols de cabeça realmente são um diferencial do melhor ataque do Campeonato Brasileiro.

Veja a porcentagem de gols de cabeça de cada time:

1º Coritiba: 40%
1º São Paulo 40%
3º Figueirense 33,3% 
3º Flamengo 33,3%
5º Atlético-PR 31,2%
6º Inter 26,6%
6º Palmeiras 26,6%
8º Santa Cruz 25%
9º Ponte 23,5%
10º Grêmio 21,7%
11º Chape 20%
12º Cruzeiro 16,6%
13º Vitória 11,7%
14º Sport 10,5%
15º Atlético-MG 9%
16º Corinthians 8,3%
16º Santos 8,3%
América, Fluminense e Botafogo não fizeram gol de cabeça.

 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook