Paulo Bento nega que resultado diante do Vitória tenha sido o 'seu mais importante'

Cruzeiro venceu time baiano e se classificou para as oitavas da Copa do Brasil, mas apesar de ser bom momento do treinador, ele prefere exaltar o coletivo

No Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro não está nada bem: 18º colocado com apenas 15 pontos marcados e quatro vitórias em 15 jogos. Já na Copa do Brasil, a Raposa venceu o Vitória na noite da última quarta-feira por 2 a 1, e se garantiu nas oitavas de final da competição.

A classificação foi muito comemorada pelos jogadores, que agora respiram mais tranquilos pelo menos até o próximo desafio. Questionado se esse teria sido o seu melhor resultado no Cruzeiro, o treinador Paulo Bento negou, e preferiu destacar o coletivo.

“A vitória não é minha, e não é a mais importante, pois creio que outras virão. É uma vitória dos jogadores, do grupo, da equipe e do esforço que estão fazendo para aplicar em campo aquilo que pedimos a eles. É uma vitória como qualquer outra, tem o mesmo significado dos demais. Quero que meus jogadores estejam tranquilos para trabalhar”, disse Paulo Bento.

 © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro


Confira outros pontos da entrevista de Paulo Bento após a vitória:


Escalação

“É uma questão de grupo, a forma como ele tem trabalhado também. No domingo vamos ter de mexer outra vez na dupla de zaga, todas essas coisas que passam despercebidas de um modo geral, mas que temos de considerar.”

“Eu nunca disse que o Bruno Rodrigo jogaria sempre. Não disse a ele, e nunca a nenhum outro jogador, por uma questão de respeito.”

“Ainda utilizaremos mais jogadores. Se tivéssemos mais jogadores disponíveis, e não falo em contratações, pois não precisamos de mais no momento, provavelmente teríamos de pensar diferente para este jogo. Infelizmente, ainda não foi o caso.”

 © Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Ábila

“É um jogador diferente do Willian, do Sóbis. Está lá para definir as jogadas, e que também pode participar dos contra-ataques, como aconteceu hoje. Mas é um jogador que tem, num curto espaço de tempo, que vai ser de grande utilidade, ainda que tenha trabalhado pouco com os colegas, que ainda não o conhecem tão bem.”

Motivação

“Vivemos momentos distintos, chegando às oitavas na Copa do Brasil, e ainda aquém daquilo que esperávamos no Brasileiro. Agora precisamos recuperar os jogadores, do ponto de vista físico e psicológico, sempre há um desgaste, e, no domingo, tentar conquistar três pontos para buscar nossos objetivos no campeonato.”


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Crônica: Cruzeiro 2 x 1 Vitória | Copa do Brasil: resultados | Próximas partidas da CdB



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook