Últimas

Prata nos Jogos Olímpicos de 2012, Rômulo elogia liderança de Neymar

Volante do Spartak Moscou relembra Londres e admite importância do inédito Ouro no Rio de Janeiro

A Seleção Brasileira é a maior campeã em Copas do Mundo, tem cinco títulos. Mas o Brasil ainda não conseguiu conquistar um Ouro olímpico. Em 2012, em Londres, o volante Rômulo, do Spartak Moscou, estava no grupo, que junto de Neymar, conquistou a Prata. Na visão dele, o camisa 10 de Micale se tornou um líder dentro de campo.

“No nosso tempo ele já era um jogador mais importante do elenco. Pelo nome, pelo futebol que estava jogando, estava muito bem. E agora vai ser um dos líderes, com o passar do tempo ganhou muita experiência, confiança, acho que ele amadureceu muito”, disse Rômulo ao Globoespoerte.com.

“É um dos melhores do mundo, e estar convivendo com ele, que é um cara que sempre busca estar com os caras na resenha, é válido até para deixar os caras mais descontraídos e não ficar com toda a pressão. Vai passar, tranquilidade, é um cara que procura não só fazer a parte dele, mas ajudar os outros e orientar dentro de campo”, afirmou ele.

(Foto: Getty Images)


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Ausência de Messi em capa de Fifa é importante | Barça vence Real e assina com português | “O Brasil de 2016 nao tem coração”


O volante, natural de Picos, no Piauí, titular da seleção olímpica em Londres e que disputou todos os jogos da equipe na competição, marcando um gol na vitória por 3 a 0 sobre a Coreia do Sul na semifinal. Além disso, admitiu que busca se sentir “vingado” pelo quase.

“Eu espero que seja campeão. Tem vários jogadores de qualidade, a Seleção sem dúvida nenhuma é uma das favoritas, não dá para esconder. Está jogando em casa, tem que ter tranquilidade e saber aproveitar o apoio da torcida. Eu particularmente vou estar torcendo. Estive ali em 2012, ficou aquele gostinho de estar perto da medalha (de Ouro)”, concluiu ele.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook