Últimas

Prefeito de Nova Olinda (CE) é encontrado morto em matagal

Pol
Polcia no descarta a hiptese de que o prefeito de Nova Olinda tenha se suicidado. Investigado sob as acusaes de improbidade administrativa e de tentar atrapalhar as apuraes, ele estava afastado do cargo desde junho. Foto: Divulgao/Prefeitura de Nova Olinda

O prefeito de Nova Olinda, sertão do Ceará, Ronaldo Sampaio (PDT), foi encontrado morto na tarde desta quarta-feira em um matagal que fica na divisa com o município do Crato. De acordo com a polícia, o gestor estava enforcado em uma árvore nas proximidades do Sítio Zabelê. Ronaldo estava desaparecido desde a manhã de hoje.

O prefeito viajava para o Crato com sua chefe de gabinete e parou seu carro no acostamento, justificando que iria urinar. Depois, o prefeito se dirigiu à mata da Floresta Nacional do Araripe, onde desapareceu. A assessora o esperou por quase uma hora e tentou localizá-lo, mas sem sucesso. Ela acabou por acionar os policiais.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE) informou que equipes da Polícia Civil e da Polícia Forense já se encaminham à região para iniciar investigações do caso.

As informações são do jornal O Povo.

Segundo o portal G1, a Polícia não descarta a hipótese de suicídio. Ronaldo deixa uma namorada grávida e três filhas.

Afastado

Em junho deste ano, a Câmara Municipal de Nova Olinda afastou Ronaldo Sampaio do cargo. O prefeito era acusado pelo Ministério Público do Ceará (MP-CE) de ter contratado irregularmente entre 2014 e 2015 a psicóloga Viviane Chaves dos Santos, à época sua namorada. Ela seria uma “funcionária fantasma”. Além de Sampaio, outras quatro pessoas estão sendo investigadas pela improbidade administrativa, de acordo com o G1.

A acusação do MP atestava que Viviane tinha carga horária de 20 horas semanais e teria recebido R$ 30.000 por serviço não prestado, segundo O Povo.

Em maio deste ano, Sampaio foi afastado do cargo pela Justiça do Ceará, a qual alegava que o político estava tentando atrapalhar as investigações. Ele retornou em 17 de junho, por decisão da presidente do Tribunal de Justiça do Ceará, Iracema do Vale. Contudo, a Câmara determinou um novo afastamento três dias depois.

Hoje o cargo é ocupado pelo vice-prefeito, Elízio Manoel (PMDB), que rompera com Ronaldo no início da gestão.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook