Últimas

Saídas pouco sentidas, reforços de peso e esquema ofensivo mantido: Colombianos estão confiantes no Atlético Nacional

Time de melhor campanha da fase de grupos da Libertadores enfrentará o São Paulo, nesta quarta, no Morumbi, pelo jogo de ida da semifinal

Em um jogo emocionante, com direito a gol aos 50 minutos do segundo tempo, o Atlético Nacional derrotou o Rosario Central por 3 a 1, no Atanasio Girardot, na Colômbia, e se classificou para enfrentar o São Paulo na semifinal da Copa Libertadores da América. Depois de 48 dias de espera, a equipe comandada por Reinaldo Rueda chega com algumas mudanças para o confronto de ida, que será disputado nesta quarta-feira (6), às 21h45 (horário de Brasília), no Morumbi.

Dois jogadores que terminaram o confronto das quartas de final não estarão em campo. Copete, que se transferiu para o Santos, e Berrío, que foi expulso após o gol da classificação. Além deles, Ibarbo, que já não vinha sendo titular, também deixou o clube colombiano para jogar no Panathinaikos, da Grécia. Os zagueiros Peralta e Londoño e o meia Roviro, que eram reservas, também foram negociados.

(Foto: VizzorImages)

Se alguns atletas deixaram o Atlético Nacional, outros chegaram. Cinco dos oito reforços foram inscritos na fase final da competição sul-americana: o lateral-esquerdo Edwin Velasco, o volante Elkin Blanco, o meia Cristian Dájome, e os atacantes Miguel Ángel Borja e Ezequiel Rescaldini. Desses, apenas o último não foi relacionado para o confronto desta noite. A Goal Brasil pediu ajuda para a Goal Colômbia para analisar as mudanças no plantel.

“O (Atlético) Nacional conseguiu manter grande parte da sua equipe titular. Entre os que chegaram, Miguel Borja é, junto com Elkin Blanco, o reforço de maior peso para a Libertadores. O atacante foi goleador da Liga Colombiana no torneio anterior e é a principal novidade do Atlético Nacional para as semifinais”, analisou Juan Moncada, repórter da Goal Colômbia.

Embora tenha tido uma pequena queda de desempenho após terem se classificado com a melhor campanha da fase de Grupos da Libertadores, os colombianos estão confiantes no Atlético Nacional e, inclusive, confiam no bom desempenho fora de casa (três vitórias, um empate e uma derrota) para sair do Morumbi com um bom resultado.


(Foto: Raúl Arboleda/Getty)

“Apesar da preocupação com a queda de nível ao longo da competição, o (Atlético) Nacional gera grandes expectativas na Colômbia”, afirmou Juan Moncada.

“É um dos melhores visitantes da Copa Libertadores, sempre consegue bons resultados fora de casa apesar de nas duas últimas partidas não ter conseguido marcar”, finalizou.

Para a partida desta quarta-feira, Reinaldo Rueda prometeu manter o esquema de jogo ofensivo do Atlético Nacional, que em dez jogos nesta edição da Libertadores já marcou 19 gols e sofreu apenas quatro.

Apesar do mistério com a realização de trenos fechados,  a tendência é que o Atlético Nacional entre em campo com a seguinte formação: Armani; Bocanegra, Henriquez, Sanchez e Díaz; Mejía, Pérez e Guerra; Ibarguén, Marlos Moreno e Borja.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
A 10º semifinal de Libertadores do SP | Tricolor inicia luta por um lugar na final | Bauza não descarta assumir ARG



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook