Últimas

São Paulo diz que fará reclamação formal na CBF contra a arbitragem

Após a derrota do São Paulo para a Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Edgardo Bauza e o diretor de futebol José Jacobson Neto reclamaram muito dos critérios adotados pelo árbitro Vinícus Furlan na partida.

A principal reclamação é a expulsão do lateral esquerdo Matheus Reis logo aos 8 minutos da etapa inicial. O jogador sãopaulino cometeu falta dura em Matheus Jesus e recebeu o cartão amarelo. No entanto, após ver o tamanho da marca nas canelas do pontepretano, Furlan decidiu voltar atrás e expulsar o jogador.

“É muito difícil quando em uma partida um árbitro apita com critérios diferentes. Qualquer um pode errar, é normal, são seres humanos. Mas uma falta para um lado foi vermelho, e uma cotovelada do outro não foi nada. Os critérios foram totalmente diferentes”, disse o treinador citando a cotovelada aplicada pelo próprio Matheus Jesus em Centurión pouco depois.

José Jacobson Neto também reclamou da arbitragem e afirmou que dará uma reclamação formal na CBF nesta segunda-feira.

“Nós estamos aqui por nos sentirmos muito prejudicados. O problema é a diferença de critérios. Nos prejudicaram no início do jogo. Vamos ao Rio de Janeiro para conversar com o presidente da CBF [Marco Polo Del Nero] e com a diretoria de arbitragem. Não queremos ser favorecidos, mas sim que os critérios sejam iguais. Houve uma cotovelada a dois metros do quarto árbitro e ele disse que não viu”, disse o dirigente.

De acordo com o clube, a audiência na CBF está marcada para esta segunda-feira, às 11h30. O encontro será para discutir a arbitragem de um modo geral.

Com a derrota, o São Paulo ficou na 10ª colocação no Campeonato Brasileiro com 18 pontos —quatro a menos do que o quarto colocado.

O clube volta a campo pela competição no próximo domingo (10), quando recebe o América-MG.

Antes, porém, enfrenta o Atlético Nacional (COL), na quarta-feira (6), às 21h45, no Morumbi, pela semifinal da Libertadores.

Veja vídeo


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook