Tatá Werneck fala sobre “filha” africana: “Eu tentei trazê-la, o pai não deixou”

Tatá Werneck na coletiva de imprensa de "Haja Coração" - Foto: Globo/Ramón Vasconcelos

Tatá Werneck na coletiva de imprensa de “Haja Coração” – Foto: Globo/Ramón Vasconcelos

Tatá Werneck falou sobre a afilhada africana em entrevista concedida ao jornalista Léo Dias, do jornal O Dia, nesta quinta-feira (25/7). A atriz revelou que sua intenção era adotar a criança, assim como fizeram Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, mas que o pai da menina não liberou a vinda dela para o Brasil.

“Na verdade não é uma filha. É uma afilhada. Quando eu a conheci, eu tentei trazê-la, mas o pai dela não liberou. Depois em uma época ele pensou em liberar… Se eu tivesse conseguido trazer, teria adotado. Mas não consegui, então eu sou só responsável”, disse Tatá.

À publicação, ela contou que é responsável pela criança financeiramente: “É [responsável financeiramente]! Já fui algumas vezes visitá-la”, disse. No decorrer da entrevista, Tatá disse ainda que sente vontade de ser mãe e também que gostaria de adotar: “Eu quero ser mãe e quero adotar também”.

A atriz também contou que sonha em ter família, mas que esse ano não tem espaço para conhecer ninguém: “Queria ter uma família de comercial de margarina: casada, com filhos…”, disse. Sobre conhecer alguém para que isso aconteça: “Não. Esse ano não.”

Tatá Werneck como Fedora, sua personagem na novela Haja Coração - Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior

Tatá Werneck como Fedora, sua personagem na novela Haja Coração – Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior


Fonte: Cenapop.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook