Últimas

União libera R$ 2,9 bi para Olimpíada, e salários de policiais serão pagos

O governador do Rio, Francisco Dornelles, e a cúpula da secretaria de Segurança do estado decidiram que os salários dos policiais serão colocados em dia a partir da próxima semana, em reunião encerrada no início da tarde deste sábado (2).

A decisão saiu após a liberação de R$ 2,9 bi do governo federal. Todo o dinheiro será aplicado na segurança pública do Rio para a Olimpíada.

O encontro teve início às 9h30 deste sábado. Além do governador Dornelles participaram o secretário de Segurança, José Mariano Beltrame; o Chefe da Polícia Civil, Fernando Veloso e o comandante da Polícia Militar, coronel Edson Duarte.

Divulgação
Policiais civis fazem ato no aeroporto internacional do Galeão, na Ilha do Governador
Policiais civis fazem ato no aeroporto internacional do Galeão, na Ilha do Governador

Ficou decidido na reunião que parte do dinheiro será para pagar a metade restante do salário de maio e o salário integral de junho. Para isto estão destinados algo em torno de R$ 800 milhões.

O governo ainda promete acertar os atrasados do RAS (Regime Adicional de Serviço), que remunera policiais que trabalham em sua hora de folga, além de pagar a premiação do Sistema de Metas do 1° semestre de 2015, destinado a policiais que reduzem a criminalidade.

Não foi divulgado o valor do RAS que está atrasado. Para o sistema de metas são R$ 160 milhões. Neste momento, técnicos do governo fazem o cálculo para saber se poderão destinar verbas para as premiações do segundo semestre de 2015.

Com a verba federal também será pago o chamado RAS (Regime Adicional de Serviço) olímpico que garantirá a utilização de policiais na hora de folga durante os jogos. Para isso, estão destinados mais R$ 43 milhões.

O contrato de manutenção das frotas das polícias Civil e Militar também será renovado na próxima semana.

Na segunda (4) haverá nova reunião com os chefes das polícias para definir o que é prioridade em suas instituições.

Será discutido, neste novo encontro, o pagamento de fornecedores, além da manutenção dos blindados, os chamados Caveiroes, e os helicópteros.


Fonte: Folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook