Veja como joga Atlético Nacional, semifinalista da Libertadores e adversário do São Paulo

Time colombiano arrasou na fase de grupos, mas teve que sofrer contra times argentinos para ir mais longe

O começo da campanha do Atlético Nacional na Copa Libertadores foi devastador. Terminou invicto na fase de grupos e virou um grande candidato ao título. Porém, o rendimento caiu nos jogos contra Huracán e Rosario Central, então a equipe teve que sofrer para seguir na competição e chegar na semifinal, na qual enfrentará o São Paulo, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília).

A equipe treinada por Reinaldo Rueda disputou 10 jogos, venceu sete e empatou dois. Fez 19 gols e sofreu apenas quatro, uma média que mostra como a equipe pode ser infalível e também expõe o estilo de jogo aguerrido, que rendeu 18 cartões amarelos e um vermelho. Foram 155 faltas cometidas e 133 sofridas.


Por pouco o Rosario não avançou (Foto: Telam)

Dos 19 gols feitos, ao todo 16 foram marcados de dentro da área, o que confirma que o Atlético Nacional não é uma equipe que rifa a bola e chega com facilidade na defesa adversária. Os outros três gols foram com chutes de longa distância.

Em relação à posse de bola, o Atlético Nacional tem 62% de média, muito superior à do São Paulo, 54%, do pragmático técnico argentino Edgardo Bauza.

A precisão nos passes também é um ponto chave nesse quesito, pois o time acertou 4104 toques dos 4291 tentados, uma efetividade de 83%. São mais de 492 passes certos por jogo.
 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook