Últimas

► Bauza enaltece identidade que deu ao São Paulo e diz que parte profissional pesou para assumir a seleção argentina

Treinador aproveitou para agradecer diretoria, torcida e comissão técnica do Tricolor

Edgardo Bauza concedeu nesta terça-feira (2) sua última entrevista coletiva no CT da Barra Funda como técnico do São Paulo e a primeira após ter aceitado o convite da AFA (Associação de Futebol Argentino) para comandar a seleção do seu país.

O Patón, que ainda deve conversar com os jornalistas após sua despedida no comando da equipe na próxima quinta-feira (4), contra o Atlético-MG, no Morumbi, iniciou agradecendo a diretoria, a torcida e a comissão técnica pelos oito meses de convívio.

“É difícil para mim começar a fazer os agradecimentos. A primeira pessoa que me encontrei foi o Gustavo, em Quito. Falamos da equipe, do São Paulo e logo chegamos a um acordo para começar a trabalhar. Depois, tenho que agradecer ao presidente e ao clube, que me abriu as portas para todo meu corpo técnico para que pudéssemos trabalhar. Realmente, deram todas as condições”, agradeceu Bauza.


(Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil)

“A seleção argentina é um prêmio que chega num momento seguro da minha carreira. E nisso o São Paulo tem importância. Continuarei a ter relação com esse clube mesmo estando longe. Também queria agradecer a Renê Webber e Pintado, que trabalharam junto comigo. Quero agradecer ao clube pensando em tudo que ele representa. Em seis meses, conseguimos dar uma identidade a essa equipe”, acrescentou.

O comandante também disse que a parte profissional acabou sendo determinante para que ele aceitasse assumir a seleção argentina.

“A decisão basicamente foi tomada analisando-se a importância da seleção de meu país. As possibilidades que tem de jogadores para armar uma boa equipe. Não é que penso ‘Ah, vou embora’. Mas o que acontece é que não sei se terei em outro momento a possibilidade de treinar a equipe do meu país. Foi o momento para aceitar a proposta”, explicou.

Ao lado do diretor executivo de futebol do São Paulo, Gustavo Vieira de Oliveira, Bauza também falou que deixa um legado no clube do Morumbi.

“Quando conversei com o Gustavo em Quito (antes de ser contratado), planificamos o trabalho e havia um grande objetivo: dar uma identidade para fazer a equipe voltar a crescer. Com essa ideia, chegamos aqui e começamos a trabalhar. Isso aconteceu, o time cresceu muito. Vou seguir trabalhando até o último minuto que puder aqui e quero ainda melhorar alguma coisa”, ressaltou.


(Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil)

Confira outras declarações dadas por Bauza:

Disse em entrevista recente que não trocaria o São Paulo pela Argentina

“São os preços da nossas palavras em algum momento. Não pensava que chegaria a possibilidade. Porém, quando chegou, analisamos com a comissão e creio que me chega num momento profissional, creio que num bom momento para assumir essa responsabilidade. Tenho pouco tempo e que trabalhar muito”.

Sai com alguma frustração?

“Cada partida que perco para mim é uma frustração. Creio que na semifinal contra o Atlético Nacional tivemos vários fatores que não nos ajudaram para que pudéssemos ter chegado na final da Libertadores. Essa é a maior bronca que tive”.

Conversará com Messi para voltar a jogar pela Argentina?

“Minha ideia é em algum momento poder sentar com ele e falar de futebol, tratar de entender a frustração que teve para tomar a decisão de não jogar mais. Obviamente tenho esperança que possa reverter esse quadro. Quero que ele volte a jogar pela seleção argentina”.

Maio problema que teve no São Paulo

“O maior problema que tivemos é que, em várias partidas do Brasileiro, tivemos que jogar com uma equipe alternativa. Depois, são saídas que não esperávamos. Chegaram oportunidades para os atletas e jamais serei contra isso. Além disso, tivemos lesões de atletas importantes, como Ytalo, Lucas Fernandes e isso enfraqueceu demais a equipe”.

Como fica Buffarini?

“O São Paulo já tentou trazer o Buffarini quando eu ainda era técnico do San Lorenzo. Eles não trouxeram o jogador para mim e sim para o clube. É um jogador que vai acrescentar muito à equipe, não tenho dúvidas”.


GOAL VEJA TAMBÉM: GOAL
SP terá três mudanças | Bauza se despede contra o Galo  |   A carreira de Bauza



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook