Últimas

Antropólogo fala sobre o surgimento das igrejas inclusivas


Antropólogo fala sobre o surgimento das igrejas inclusivas


Igreja Contemporânea Cristã

Igrejas que desconsideram os ensinamentos da Bíblia para aceitarem a prática homossexual crescem no Brasil, mas existem há quase 50 anos nos Estados Unidos.


Segundo antropólogo e professor da Universidade São Paulo, Marcelo Natividade, a primeira igreja inclusiva do mundo nasceu em 1968, nos Estados Unidos, por conta da força que o movimento LGBT exercia naquela sociedade.

“A Igreja da Comunidade Metropolitana (ICM), dos Estados Unidos, que foi fundada em 1968. Era um momento de muita efervescência política em que o movimento LGBT ganhou força com Stonewall. Entre 1970 e 1980, a ICM também ganhou um forte viés de luta contra a AIDS”, explicou ele ao jornal El País.

Já no Brasil as igrejas inclusivas são mais recentes, a primeira igreja a aceitar homossexuais foi a Igreja Presbiteriana Bethesda, liderada por Nehemias Marien, que acabou sendo expulso da denominação.


Foi em 2000 que a ICM se instalou no nosso país e assim fixou a primeira igreja inclusiva, hoje seguida por outras denominações como a Igreja Contemporânea Cristã, a Cidade Refúgio e a Congregação Cristã Nova Esperança.

Para o antropólogo, essas igrejas “operam pelo empoderamento da população LGBT”. “Há a intenção política de reposicionar o espaço de protagonismo na própria religião. É a intenção de repensar uma tradição religiosa e o lugar da população LGBT no mundo contemporâneo”, afirma.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook