Últimas

Após rumores, diretora do HGE é exonerada do cargo

Exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (11)

 

Mesmo a secretária de Saúde Rozangela Wyszomirska afirmar que as modificações programas para o Hospital Geral do Estado (HGE) não aconteceriam essa semana, o Diário Oficial do Estado (DOE), trouxe, nesta quinta-feira (11), a exoneração da diretora da instituição, Verônica Maria Leite Omena, que exerceu suas funções durante quatro anos e cinco meses.

A ventilação sobre a então suposta saída começou a pipocar nos veículos de comunicação ontem (10).

Em entrevista ao CadaMinuto, Verônica Maria Leite Omena disse que a chefe das Pasta entrou em contato com ela na noite dessa terça-feira (09), por meio de telefone e comunicou que seria substituída.

"Rozangela me disse que o motivo da minha saída é por conta de mudanças que serão feitas na gestão", comentou.

Ontem, a reportagem também procurou a secretária, que afirmou que não tinha nada certo para a médica ser desligada de suas funções.

Manifestação

A saída de Verônica acontece em meio a um protesto de servidores. Eles repudiam que Organizações passagem a administrar a unidade. Os funcionários também cobram medicamentos que estão em falta.

Segundo a secretária, o HGE não será privatizado. “O que estamos promovendo é a melhoria na assistência à saúde, reorganizando e implantando novos serviços, segundo determinou o governador Renan Filho. Ele solicitou a melhoria dos serviços que existem e a implantação de outros para beneficiar a população”.

Ainda sobre as mudanças no HGE, ela anunciou que além de organizar os serviços, haverá mudanças na estrutura física. A primeira acontecerá na porta de entrada clínica, que terá também um espaço destinado à Cardiologia, além da ampliação dos serviços de Alta Complexidade.

 

 

Por Guilherme Carvalho Filho

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook