Últimas

Após sufoco na primeira fase, Brasil entra nas quartas de final aliviado e calejado

Equipe do técnico Rogério Micale sofreu com atuações fracas e críticas; agora encara a Colômbia para continuar sonhando com a medalha de ouro

Nada como um dia após o outro. No futebol então essa frase sempre faz sentido. E a boa vitória da Seleção Brasileira sobre a Dinamarca serviu para transformar um panorama que era negativo em positivo.

 

Antes do duelo contra os dinamarqueses, o Brasil havia disputado duas partidas no torneio, não tinha conquistado nenhuma vitória e nem marcado um golzinho se quer. 

 


(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

Agora, além de ter passado para as quartas de final como primeiro colocado do grupo, o Brasil carrega uma campanha invicta e sem ter sofrido gols.

 

É claro que esse fato não mostra o quão complicado foram os dois primeiros jogos diante de duas equipes consideradas frágeis e a boa vitória desta quarta-feira não apaga as partidas ruins, mas dá tranquilidade à Seleção para a sequência do torneio.

 

A primeira fase complicada serviu para que tanto os jogadores quanto a imprensa colocassem os pés no chão. A baladação e a expectativa em cima principalmente do trio de ataque formado por Neymar, Gabriel Jesus e Gabigol pode ter sido um dos fatores que atrapalharam o rendimento deles dentro de campo.

 


(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

Neymar e Gabriel Jesus foram os mais criticados. O camisa 10 pela postura e atuações ruins; o novo atacante do Manchester City perdeu gols incríveis e esteve bem abaixo do que veio apresentando no Palmeiras este ano.

 

Do trio, Gabigol foi o que esteve melhor apesar de ter abusado do individualismo em alguns momentos. O que não aconteceu contra a Dinamarca, além de marcar dois gols o camisa 9 foi bastante solidário.

 

Renato Augusto também não esteve bem nos dois primeiros jogos. Contra o Iraque perdeu um gol praticamente feito nos minutos finais da partida depois de sofrer com vaias da torcida. Mas ainda assim não deixou de exercer sua liderança e deu a volta por cima contra a Dinamarca.

 


(Foto: Getty Images)

 

Quem parece que vai perder espaço é Felipe Anderson. O meia foi um dos que se salvaram nas fracas atuações contra África do Sul e Iraque mas deu espaço a Luan na goleada sobre a Dinamarca e pode terminar a competição no banco de reservas.

 

Onde a briga parece que ficará mais acirrada daqui para a frente será mesmo no meio, já que Thiago Maia, que vinha sendo o melhor jogador do Brasil no torneio, não entrou em campo na última partida e deu lugar a Walace, que se entendeu muito bem com Renato Augusto, dando outro tom ao time.

 

Dos laterais, Douglas Santos superou a timidez e foi mais agressivo na última partida, mostrando a importância da subida dos jogadores do setor. Já Zeca ficou mais responsável pela marcação e também esteve muito bem.

 


(Foto: Getty Images)

 

Onde o Brasil não teve problemas na primeira fase foi com a dupla de zaga. Tanto Rodrigo Caio quanto Marquinhos estiveram muito bem nos dois jogos. Apesar de uma leve falha contra a África do Sul, a dupla não teve maiores problemas e foi sempre soberada, tanto que a Seleção não tomou gols e Weverton quase não trabalhou.

 


(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

O que deixa uma preocupação no ar, já que nos momentos em que foi exigido o goleiro do Atlético-PR se mostrou inseguro e meio atrapalhado.

 

Outro fator importante foi a diferença das vaias em Brasília para o apoio na Fonte Nova. Os jogadores mostraram que sentiram a pressão na capital e com o torcedor ao lado, em Salvador, conseguiram superar melhor a ansiedade.

 

A postura de Rogério Micale também é de se exaltar, pressionado mas sempre confiante no trabalho e nas suas convicções. Protegeu os jogadores e apostou na alternativa que mais treinou durante as duas semanas de preparação na Granja Comary.

 

Agora, nas quartas de final, a  Seleção Brasileira encara a Colômbia no próximo sábado (13), às 22h, na Arena Corinthians. 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook