Últimas

Bando de Loucos: TV vs TV. E aí, quanto vale o show?

“Acho um precedente perigoso jogar demais o Corinthians no PPV. É necessário, mas creio que Cristóvão e cia estão aparecendo pouco na TV Aberta”

 

Nesta segunda, o Corinthians bateu o Vitória por 2×1 na Arena Corinthians onde Marlone finalmente entrou com tempo hábil e resolveu. 

 

Mais uma vez, apenas quem tinha o Sportv conseguiu ver a partida, em horário fora da TV Aberta. Semana passada, contra o Grêmio, apenas quem tinha o Premiere FC (PFC) no Pay Per View podia ver o Corinthians. 

 

Não, não se trata de boicote da Globo ao Corinthians por N razões infundadas levantadas pela torcida. Trata-se de um pedido do próprio clube em 2014 para que seus jogos apareçam mais vezes na TV à Cabo e no PPV em detrimento da TV Aberta. 
 

 

Eu não me recordo exatamente qual o membro da Diretoria que foi o autor da frase. 

Mas o argumento, além do dinheiro, óbvio, era o seguinte. 

 

O Corinthians, esteja ele com um time bom ou ruim, é sempre um dos mais desejados, e também um dos mais odiados. Também é um dos maiores Campeões e provavelmente o time brasileiro mais bem sucedido nos últimos 25 anos na ascensão da TV Fechada. 

 

Todos querem ver. Só que qualidade custa. 

 

Segundo a Diretoria, qualidade não pode ser de graça. Mesmo quando se trata de assuntos extremamente populares na Televisão. 

 

Diversos exemplos na Televisão estão aí. No Cinema, por exemplo. Um filme meia-boca do Leandro Hassum ou da filha do Renato Aragão passa de graça na Globo. Ou até mesmo um Titanic, que foi sucesso quase vinte anos atrás, e todo mundo já viu também passa. Mas um Spotlight da vida, vencedor do Oscar, nem pensar. No mínimo, você precisa pagar TV à Cabo pra ver na TNT, se não precisar pagar um PPV à parte. O mesmo vale pro circo. Tem o Circo do Patati e Patatá de graça no SBT. Mas o Cirque du Soleil você precisa pagar pra ver na TV Paga. 

 

Nos shows, idem. Tem Lolapalooza da vida que só passa em canal fechado. Se bobear, até precisa de um PPV de um Multishow, Viva ou Canal BIS da vida. Só há uma certeza: de graça, não vai passar, porque qualidade custa. 

 


(Fotos: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

 

E quando este pensamento chega no Futebol ? 

 

Te valoriza por um lado, mas restringe o acesso das classes mais humildes, por outro. Acho um precedente perigoso (principalmente longo prazo) jogar demais o Corinthians no PPV. É necessário que haja jogos exclusivos, mas creio que Cristóvão e cia estão aparecendo pouco na TV Aberta. Talvez seja até necessário pra que o grosso da torcida forme senso crítico de tudo o que está de errado no esquema tático. 

 

E aí ? O que você acha ? 

Independente de fase ou elenco, quanto vale o show da marca Corinthians na TV ? 


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook