Últimas

CBGT: Cinco lições de Brasil vs África do Sul

Na estreia do torneio de futebol, a Seleção Brasileira se mostrou bastante nervosa e apenas empatou com os sul-africanos

Enfim a Seleção Brasileira fez a sua estreia na Olimpíada do Rio. E apesar da grande expectativa em cima do duelo, demonstrando bastante ansiedade o Brasil apenas empatou com a África do Sul, no Mané Garrincha, em Brasília.

 

Com cerca de 70 mil torcedores no estádio, Neymar e companhia não conseguiram balançar as redes e tirar o 0 a 0 do placar.

 

Abaixo, a Chevrtolet Brasil Global Tour destaque os principais pontos do empate da Seleção.

 


THIAGO MAIA, GRATA SURPRESA



(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

O volante Thiago Maia foi uma grata surpresa. O jogador mostrou exatamente porque Micale optou por ele no time titular. Bem no desarme também foi quem mais acertou passes. No primeiro tempo quase abriu o placar com um belo chute de fora da área. Ou seja, além de se posicionar muito bem atrás é capaz de chegar ao ataque como elemento surpresa. 

 


FALTOU MAIS DE NEYMAR



(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

Camisa 10 e capitão da Seleção, Neymar é também um dos jogadores mais experientes do time. Por tanto muitas expectativas estavam em cima dele que não conseguiu se destacar. Errou muitos passes e viradas de bola principalmente no primeiro tempo. Melhorou no final do jogo mas não foi o suficiente para tirar o 0 do placar. O atacante também se estranhou com um jogador adversário nos minutos finais do jogo. 

 


RENATO AUGUSTO E FELIPE ANDERSON SEM SINTONIA



(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

A dupla de meias da Seleção não conseguiu se entender bem dentro de campo. Estavam bastante distantes e isso dificultou a troca de passes entre ambos. Os dois jogadores precisam se aproximar para que as tabelas sejam mais frequentes e consigam criar melhor as jogadas. Faltou sintonia entre a dupla.

 


O 4-2-4 DE NOVO



(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

Micale demonstrou que apoia mesmo o 4-2-4 ainda mais em situações em que precisa ser mais agressivo. Assim como aconteceu nos treinamentos e no amistoso contra o Japão utilizou o quarteto Neymar, Luan, Gabriel Jesus e Gabigol. Desta vez a equipe ficou um pouco mais agressiva e quase marcou.

 


TORCIDA IMPACIENTE



(Foto: Lucas Figueiredo / MoWa Press)

 

O torcedor lotou o estádio e começou a partida apoiando a equipe mas, no segundo tempo algumas vaias começaram a ecoar. A primeira para uma substituição de Micale ao tirar Renato Augusto e colocar Rafinha, depois do jogo mais vaias deixando clara a decepção pelo empate na estreia diante da África do Sul.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook