Últimas

Chefe de gabinete de Marco Feliciano é detido por coagir jovem

Prints da conversa entre a jovem e Marco Feliciano vieram
Prints da conversa entre a jovem e Marco Feliciano vieram tona na quarta-feira passada. Foto: Reproduo

Depois do vazamento de gravações de uma jovem denunciando o pastor Marcos Feliciano de agressão, a Polícia Civil de São Paulo prendeu no início da noite desta sexta-feira o chefe de gabinete do deputado federal, Talma Bauer. A informação é da Coluna Esplanada, do Uol, que afirma que Bauer foi preso no Centro da cidade e é suspeito de ter forçado a jovem a gravar vídeos defendendo o deputado, para desmentir a denúncia que ela havia revelado ao mesmo site.

Jovem acusa deputado Marco Feliciano de assédio sexual e tentativa de estupro

Ontem, vários sites vazaram o áudio em que Talma orienta e coage a jovem a defender o deputado. A estudante de Brasília, de 22 anos, militante da Juventude do PSC (Partido Social Cristão), acusou o deputado federal Pastor Feliciano (PSC-SP) de assédio sexual, agressão grave e tentativa de estupro. Logo depois, ela voltou atrás e afirmou que era tudo uma manipulação “da esquerda”. Porém, ela apagou os vídeos defendendo Feliciano e a fanpage dela no Facebook também não está mais acessível. Ela ainda não se pronunciou após os áudio em que é coagida terem sido vazados.

Na denúncia, a estudante afirmou que conheceu o deputado porque é frequentadora da mesma igreja dele. Os dois passaram a ser amigos quando ele propôs ser guia espiritual dela. A agressão teria ocorrido no apartamento funcional do parlamentar em Brasília, na manhã do dia 15 de junho. Ela foi agredida e por pouco não foi forçada à fazer sexo com o deputado. A jovem relatou que Feliciano chegou a propor que ela se tornasse sua amante, com um alto salário e cargo comissionado no PSC. Marco Feliciano é casado com Edileusa de Castro Silva Feliciano e tem três filhas.

Em nota à Coluna Esplanada, Feliciano afirmou desconhecer as acusações e mensagens no Whatsapp. “Informo que desconheço tais acusações e as referidas mensagens postadas. Conheço a jovem por meio de sua participação no PSC, é uma grande lutadora contra o aborto e a favor das causas sociais. A conheço da mesma forma que conheço tantos outros jovens ao meu redor. Tenho uma honra ilibada e tais acusações são descabidas. Respeito minha família, o povo brasileiro e principalmente minha fé! E peço que assim o façam! Assim eu encerro tal assunto, deixando nas mãos das autoridades”, diz o texto.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook