Com problemas no gol, brasileiro vira nome forte como solução para o Barcelona

Enquanto Ter Stegen e Bravo brigam para ser titular, Diego Alves volta a interessar clube blaugrana

O Barcelona tem um abacaxi nas mãos e um brasileiro pode acabar como solução. Segundo jornais espanhóis, o nome de Diego Alves voltou a ganhar força em Camp Nou com a disputa cada vez mais acirrada entre Marc-André Ter Stegen e Claudio Bravo.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Sem Barça, Gabriel vai pra Inter | Bravo e Ter Stegen exigem titularidade | Olimpíada já foi Copa do Mundo?


No início desta semana, foi noticiado que os dois goleiros blaugranas estão brigando de forma enfática pela posição de titular e ameaçam deixar o Barça caso não tenham essa condição garantida. O Barça já avisou que quem quiser sair, é só pagar a multa. A do chileno é de 40 milhões de euros e do alemão, 80 milhões.

Mesmo com multas caríssimas e a falta de interessados em pagar essas quantias, ter um jogador insatisfeito no elenco não é nada agradável e é aí que Diego Alves entra. Antigo sonho dos catalães, o nome do brasileiro voltou a ganhar força no clube.

E da fato, Diego Alves é uma solução muito boa para os barcelonistas. O goleiro é um dos mais conhecidos e respeitado em La Liga, logo, não precisaria de muita adaptação. Há algumas temporadas, ele vem sempre sendo mencionado nas eleições de melhores do Campeonato Espanhol, seja atuando pelo Almería, quanto pela atual equipe.

O camisa 1 do Valencia, inclusive, vem sendo o goleiro brasileiro mais regular talvez no futebol mundial. Mesmo com grandes goleiros no Brasil, é preciso levar em conta que ele é titular absoluto em um time tradicional da liga mais famosa o planeta, ao lado da Premier League.

Desde que saiu do Atlético-MG, ele praticamente não viu o banco de reservas e ainda se tornou o recorditas em pênaltis defendidos em La Liga, marca que pertencia de forma isolada a Andoni Zubizarreta. O dia que igualou as 16 defesas do espanhol também foi especial: pegando uma penalidade de Cristiano Ronaldo, no início de maio.

O grande problema de Diego Alves foi transferir essa supremacia em titularidade na seleção. Há muito tempo pedido como camisa 1 do Brasil, ele viu vários goleiros passaram por essa posição, mais recentemente Júlio César, Jefferson, Marcelo Grohe e Alisson. Após ter azar com algumas lesões, ele próprio teve chance com Dunga, mas com a troca de treinador, vai ter que convencer Tite de que é capaz de ser dono absoluto da meta. E nada melhor que uma chance no Barcelona, aos 31 anos, para embalar nesse desejo, com foco na Copa do Mundo 2018.

Os números de Diego Alves no último Campeonato Espanhol, que foi prejudicado por uma lesão importante


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook