Últimas

Cornetando Alex Ferguson: por que a recontratação de Pogba deixa o escocês com cara de bobo

O maior treinador da história do futebol britânico deixou o francês ir embora praticamente sem custos para a Juventus, em 2012…

É muito complicado apontar erros nas carreiras de alguns dos maiores treinadores da história, mas apesar de todos os êxitos conquistados, é impossível construir um caminho com acertos absolutos. Mesmo para os mestres na arte de armar equipes vitoriosas.

A espetacular passagem de Pep Guardiola pelo Barcelona incluiu contratações fracassadas, como os € 25 milhões pagos pelo zagueiro Dmytro Chygrynskiy. Ou as chegadas de Aleksandr Hleb e Martín Cáceres por um total de €36 milhões. Guardiola também conseguiu contratar Zlatan Ibrahimovic por €53 milhões para conseguir apenas desavenças com o sueco.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Real Madrid ofereceu mais por Pogba | Pogba: números da transferência | Pogba no FIFA 17!


Com Arséne Wenger no Arsenal, existe um Kaba Diawara para cada Thierry Henry. No Chelsea, José Mourinho não trouxe apenas Didier Drogba, Ricardo Carvalho e Michael Essien. O português também foi responsável pelas chegadas de Asier Del Horno e Maniche, assim como pela venda de Kevin De Bruyne.

(Foto: Getty Images)

Nem mesmo o aparentemente intocável Sir Alex Ferguson escapa. O escocês, que mudou o Manchester United de patamar ao longo de 27 anos, contratou jogadores como Eric Djemba-Djemba, William Prunier, Massimo Taibi. E, claro, o mais lembrado de todos: Bebe. Mas embora o seu histórico de transferências seja excelente, uma decisão tomada por Fergie refletiu de maneira bem negativa nos últimos anos.

Há quatro anos, Ferguson permitiu que Paul Pogba deixasse o Manchester United sem grandes custos para a Juventus. O mesmo jogador retornou para o clube de Old Trafford, que teve que pagar o recorde de 93,8 milhões de libras (cerca de R$ 382 milhões) para voltar a contar com o francês.

Pogba, em sua passagem anterior pelo United ​(Foto: Getty Images)

Em 2015, Ferguson explicou algumas das dificuldades envolvendo a situação de Pogba no United. Em sua autobiografia, o escocês deixou bem claro que o empresário do meio-campista, Mino Raiola, teve papel fundamental no destino do mais novo camisa 6 dos Red Devils: “Existem um ou dois agentes de futebol que eu simplesmente não gosto, e Mino Raiola é um deles. Nós tínhamos o Paul sob um contrato de três anos, com opção de renovação para outro ano. Estávamos ansiosos para assinar. Do nada, Raiola apareceu em cena e a nossa primeira reunião foi um fiasco. Eu e ele éramos como água e azeite”.

“A partir daí, o nosso ganso foi cozido, porque Raiola conseguiu convencer Paul e sua família, e o jogador assinou com a Juventus”.

Com um clima cada vez mais tenso no final de sua relação com Pogba, Ferguson não quis dar muitas oportunidades para Pogba na equipe profissional. E isso fortaleceu a vontade que o francês tinha de sair.

“Foi um momento muito, muito difícil para mim, porque eu estava apaixonado pelo Manchester e eu era um mancuniano”, afirmou Pogba para o Canal+ em 2014. “Foi a partida contra o Blackburn, em dezembro de 2011, no Old Trafford. Paul Scholes tinha se aposentado, Darren Fletcher estava lesionado. Não tinha ninguém para jogar no meio de campo. E eu estava treinando e começava a melhorar pouco a pouco. E o treinador nunca deixou de me falar: ‘você está no ponto’”.

​(Foto: Getty Images)

“Eu não entendi. No ponto de que? Jogar? De ter algum tempo de jogo? De entrar em campo? Ou o que? E aí o Rafael estava no meio e eu fiquei com nojo. Eu fiquei com nojo e não quis saber de mais nada também”.

Ao não conseguir tomar uma decisão baseada absolutamente em seus méritos – ninguém poderia afirmar que Rafael era uma opção realmente melhor no meio do que Pogba -, Ferguson efetivamente expulsou um jogador que, dali a quatro anos, custaria ao United um dinheiro jamais pago na história do futebol. Com certeza foi um grande erro de Fergie.

​(Foto: Getty Images)

É claro que Ferguson ainda acha que tomou a decisão certa. Como um homem com princípios rigorosos, ele não pensava duas vezes quando tinha uma convicção. Foi isso que encerrou carreiras de jogadores então mais famosos no United, como Roy Keane, David Beckham e Jaap Stam. Para a surpresas de todos, os três saíram de Old Trafford por causa de problemas com o escocês. Arrependimento para Sir Alex? Apenas na saída de Stam.

O pacote de ouro que chegou no Juventus Stadium na última segunda-feira conta muito bem a história de Pogba desde então. Com 23 anos, o francês aprendeu muita coisa no futebol desde que passou a vestir a camisa alvinegra do clube italiano. Mesmo assim, vale destacar que o Manchester United pagou 93 milhões de libras por um jogador que deixou o Old Trafford por ‘apenas’ 800 mil em 2012.

(Foto: Divulgação/Man.Utd)

A salvação de Ferguson é que não foi um erro irreversível, com o retorno de Pogba sendo a prova cabal de que os laços entre Pogba e United não haviam acabado. Mas já está na história como a recontratação mais cara de toda a história do futebol. E tudo por causa de Alex Ferguson.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook