Últimas

Daniel Coelho lança campanha e dispara contra PT e PSB

No lançamento oficial da campanha de Daniel Coelho (PSDB) a prefeito do Recife, na noite de ontem, as críticas foram direcionadas às três últimas gestões da cidade. Falhas dos 12 anos de PT à frente do município e de mais quatro do PSB foram exaltadas por Daniel e pelos caciques tucanos que compareceram ao Teatro Boa Vista, onde o evento foi realizado. Ficou claro que neste início de campanha, o PSDB vai centrar fogo nos candidatos que já ocuparam o Poder Executivo municipal, João Paulo (PT) e o atual prefeito, Geraldo Julio (PSB). Daniel apresentou parte do programa de governo que pretende pôr em prática, caso seja eleito, a partir de um diagnóstico levantado pela sua equipe dos principais problemas do Recife.

“O PT retirou a responsabilidade da prefeitura de cuidar das calçadas quando começou a gestão, o que vem sendo feito até hoje e o resultado está aí. Vamos rever essa lei”, enfatizou Coelho. O tucano também lembrou os centros sociais construídos na cidade e que, segundo ele, têm a mesma função do Compaz, mas nunca foram valorizados pelo governo do PSB. “Temos nove centros sociais, com a função exata do Compaz, abandonados. É preciso fazer funcionar o que já existe e acabar com a política para os políticos, menos gente nos gabinetes tomando café, lendo jornal e falando besteira”, disparou Daniel Coelho.

Esse foi o primeiro ato no qual compareceram os nomes de peso do partido, como o ministro das Cidades, Bruno Araújo, o ex-governador Joaquim Francisco (presidente do Instituto Teotônio Vilela), o deputado federal Betinho Gomes e seu pai, o prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Elias Gomes, além da presidente estadual do PSDB Mulher, Terezinha Nunes, do deputado estadual Antônio Moraes e do presidente do PSDB no Recife, o vereador André Régis. Quem também esteve ao lado de Daniel Coelho no palco foi a candidata à prefeita de Olinda Izabel Urquiza (PSDB).

Demonstrando tranquilidade e segurança, Daniel levantou temas polêmicos já no lançamento, como a utilização do Cais José Estelita, dor de cabeça do prefeito Geraldo Julio desde que surgiu o Movimento Ocupe Estelita, em 2012. “Do ponto de vista econômico, poderiam dizer que o melhor é deixar fazer ali o que quizerem, que o mercado se regula. Mas do ponto de vista ambiental, estaríamos falhando ao pensar dessa forma. Do ponto de vista social, temos que entender que aquela é uma área importante para o Recife e o convívio dos moradores do entorno precisa ser considerado. O desafio é a interseção, entender que a cidade precisa crescer, mas considerar as pessoas”, definiu.

O candidato a vice-prefeito de Daniel, Sérgio Bivar (PSL), destacou a confiança do seu partido na candidatura. “A eleição de Daniel é uma prioridade nacional para o PSL”, frisou.

“Há quatro anos já tinham medo de Daniel”, diz Terezinha Nunes

Um dos discursos mais enfáticos contra os adversários de Daniel Coelho foi o da presidente do PSDB Mulher de Pernambuco, a ex-deputada Terezinha Nunes. Ela lembrou que há quatro anos esteve ao lado do prefeiturável assim como o ex-deputado Sérgio Guerra (PSDB), morto em 2014. “Naquela época, muitos já tinham medo de Daniel, pressionaram para que o PSDB tirasse o nome dele da campanha. Hoje eu não tenho a menor dúvida por causa do seu crescimento nesses quatro anos: você vai ser o nosso prefeito”, declarou a tucana.

Assim como Sérgio Bivar, o ministro Bruno Araújo também afirmou que eleger Daniel prefeito do Recife é prioridade para o PSDB. “Daniel volta quatro anos depois de uma eleição onde quase provoca o segundo turno, mais amadurecido, com a experiência de plano nacional. Construiu uma relação nacional com o partido, tem hoje um suporte que vai além do âmbito estadual. Tenho visto com Daniel projetos extremamente modernos”, afirmou Araújo.

Durante o lançamento, foi anunciado o coordenador do programa de governo de Daniel Coelho, o doutor em Finanças pela PUC-Rio e mestre em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco, Pierre Lucena, editor do blog Acerto de Contas. Pierre afirmou que o Recife antes era uma cidade conhecida por seus rios e pontes, mas agora é famosa por “seus canais sujos”. “É uma cidade que um cadeirante sequer pode dar uma volta em um quarteirão”, criticou.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook