Evangélicos são protagonistas na luta contra corrupção em Brasília


9/08/2016 – 19:00


Procurador batista e deputado luterano se esforçam pela aprovação das “10 Medidas”




Evangélicos são protagonistas na luta contra corrupção em Brasília
Evangélicos são protagonistas na luta contra corrupção em Brasília

Na tarde desta terça-feira (9), ocorreu em Brasília mais uma audiência pública da Comissão Especial de Combate à Corrupção, que debate as “10 medidas contra a corrupção”. Ela estuda como essas propostas deverão ser implementados no país, através do Projeto de Lei 4850/16.

As medidas são fruto de uma ação pública idealizada pelo Ministério Público, surgida na esteira do sucesso das investigações da Operação Lava Jato. Foram levadas até a Câmara dos Deputados mais de dois milhões de assinaturas recolhidas em todo o país.

Entre as propostas estão ações práticas para coibir a corrupção, como aumento das penas, maneiras de acelerar os processos, maior responsabilização dos partidos políticos e criminalização do caixa dois.

O relator da Comissão é o deputado Onyx Lorenzoni (DEM/RS), que já listou as 96 pessoas a serem ouvidas pela comissão, incluindo alguns críticos à proposta. As audiências públicas devem durar até o início de outubro.

Hoje foi ouvido o procurador da República da 2ª Vara Federal Criminal no Paraná, Deltan Dallagnol. Ele é o coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato que vem investigando nos últimos dois anos os crimes de corrupção na Petrobras.

Tanto Deltan quanto Onyx são evangélicos.

O deputado Lorenzoni é luterano. Membro da Frente Parlamentar Evangélica, desde seu primeiro mandato como deputado federal, há 12 anos, é considerado um dos 100 parlamentares mais influentes do Congresso pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar.

Foi membro de 10 CPIs, entre elas a CPMI dos Correios, a CPMI do Cachoeira e da CPMI da Petrobras. Sua luta contra a corrupção no país é bastante conhecida.

Já Dallagnol é membro da Igreja batista do Bacacheri, em Curitiba, desde a infância. Estudioso da Bíblia, já afirmou em entrevistas que cogita se tornar pastor depois que se aposentar do serviço público.

A biografia de seu perfil nas redes sociais deixa claro quais são as suas prioridades na vida: “Seguidor de Jesus, Marido e Pai Apaixonado, Procurador da República por Vocação e Mestre em Direito por Harvard”.

Cristão deve estar comprometido com a transformação da sociedade

Em palestra recente no Paraná, ele conversou com o portal Gospel Prime sobre sua atuação como parte da Força-Tarefa que vem modificando o cenário político brasileiro.

No final de sua fala, citou o versículo de Gálatas 6:7 “porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”. Questionado se vê Deus agindo em todo esse processo de mudanças no país, faz questão de frisar que, como profissional defende o Estado Laico.

Porém, como indivíduo admite: “Minha visão de mundo faz parte de quem eu sou. Isso acaba extravasando no modo como a gente exerce a profissão”. Explica também que, no seu ponto de vista, “o cristão, em razão dos valores e princípios bíblicos é uma pessoa que deve ser comprometida com a transformação da sociedade para o bem. Se nós vemos um mal que sangra nosso pais, como é a corrupção, ele precisa ser estancado”.

Finalizou dizendo que não acredita estar trabalhando sozinho. Para ele é necessário o esforço conjunto de todas as pessoas de bem. “Essa é uma janela de oportunidade. Temos de agir e gerar transformação.”.


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook