Últimas

Governo de Alagoas decreta situação de emergência em 40 municípios

Situação é por causa da seca e da falta de chuva nas regiões. Portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta (24).

 

O governo de Alagoas decretou, nesta quarta-feira (24), situação de emergência em 40 municípios do estado, por um período de 180 dias, por causa da seca e da falta de chuva nas regiões. A portaria foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com a publicação, a falta de chuva que assola os municípios da região semiárida alagoana provocou a diminuição de água nos reservatórios que abastecem as cidades, o que provocou impactos significantes na agricultura e pecuária. Além da dificuldade no abastecimento de água para o consumo da população e dos animais.

Os municípios em situação de emergência são Água Branca, Arapiraca, Batalha, Belo Monte, Cacimbinhas, Canapi, Carneiros, Coité do Nóia, Craíbas, Delmiro Gouveia, Dois Riachos, Estrela de Alagoas, Girau do Ponciano, Igaci, Igreja Nova, Inhapi, Jacaré dos Homens, Jaramataia, Lagoa da Canoa, Major Izidoro, Maravilha, Mata Grande, Minador do Negrão, Monteirópolis, Olho D’Água das Flores, Olho D’Água do Casado, Olivença, Ouro Branco, Palestina, Palmeira dos Índios, Pão de Açúcar, Pariconha, Poço das Trincheiras, Piranhas, Quebrangulo, Santana do Ipanema, São Brás, São José da Tapera, Senador Rui Palmeira e Traipu.

O governo informa que foi considerado que os habitantes dos municípios atingidos pela seca estão em uma situação socioeconômica desfavorável devido ao período de falta de chuvas. Também foi considerado o parecer técnico elaborado pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Alagoas no dia 2 de agosto.

Segundo a portaria, os órgãos estaduais localizados nas áreas atingidas adotarão as medidas necessárias para o combate à situação de emergência, em conjunto com os órgãos municipais.

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook