Últimas

João Paulo foca no discurso para os jovens

alinemoura.pe@dabr.com.br

Candidato do PT participou da Ciranda da Juventude. Foto: divulga
Candidato do PT participou da Ciranda da Juventude. Foto: divulgao/assessoria

De olho no voto dos jovens, que ainda estão reticentes à política, o candidato do PT, João Paulo, promoveu um evento na noite desta quinta-feira (19) para ouvir propostas do público alvo e compor o seu programa de governo. O encontro aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações de Pernambuco, na Boa Vista, e reuniu militantes da juventude e seus representantes. Os presentes tiveram a oportunidade de falar no microfone e apresentar sugestões, sem esquecer de introduzir a fala com a frase bem usada no Facebook: “primeiramente, Fora Temer”.

João Paulo chegou ao evento ao lado do candidato a vice, Silvio Costa Filho (PRB), e ambos anotaram as demandas enquanto os jovens falavam. O encontro ainda contou com a presença do vice-presidente nacional do PRB, Carlos Geraldo, que provocou risos na plateia ao dizer que a juventude precisa se integrar à campanha não pelo fato de ambos serem “bonitos”. Silvio Filho chegou a ficar ruborizado.

A Ciranda colocou em debate temas como a violência contra os jovens, especialmente os negros que moram na periferia da cidade, a importância de criação de novos espaços de lazer e perspectivas de emprego. Um dos alvos de críticas dos presentes, para se ter uma ideia, foi a elaboração do Plano Municipal de Juventude, lançado em março deste ano.

Segundo Víctor Ferreira, presidente do Parlamento Jovem, criado na Câmara do Recife em 2005 por Silvio Costa Filho – quando ele era então vereador -, o parlamento composto por 39 representantes da juventude não foi sequer chamado para discutir o Plano Municipal da Juventude. “O que foi feito por este governo na área de esportes e infraestrutura para os jovens veio do governo federal”, declarou Víctor. Já Vinícius, do coletivo Consulta Popular, contou que o governo municipal queria fazer um Plano Municipal de fachada, sem ouvir os jovens que são ativistas na área, mas teve de sucumbir diante de protestos. “Nós entramos e fomos ouvidos porque implodimos a situação”, declarou.

Um dos temas mais marcantes do evento foi a violência. Nomes de jovens que foram mortos na periferia foram citados, como Matheus Alexandre Teixeira da Silva, que faleceu aos 4 anos após ser atingido por uma bala perdida num tiroteio entre policiais e bandidos, no bairro do Vasco da Gama. “Não existe bala perdida em Boa Viagem”, disse um dos jovens sorteados para falar. A pronuncia de seu nome foi inaudível pela reportagem, que não conseguiu mais localizá-lo no final do evento.

Irm
Irm de Lucas Lyra, garoto baleado em frente sede do Nutico, disse que a prefeitura no pode mais ser omissa em relao violncia do futebol. Segundo ela, a vida social das pessoas afetada nos dias de jogos por conta das torcidas organizadas. Foto: divulgao/assessoria

Uma outra participante do encontro, Mirella Lyra, impactou a plateia ao falar que seu irmão, o torcedor do Náutico Lucas Lyra, faz parte das estatísticas da violência. Lucas foi baleado em frente à sede do Clube Alvirrubro, na Rosa e Silva, e está internado há 1.300 dias. Segundo Mirella, embora a segurança pública seja de responsabilidade do estado, a prefeitura não pode ficar omissa, porque são nas cidades que os jogos de futebol acontecem. “Nós não podemos ter uma vida social em dias de jogos porque temos medo. O prefeito precisa ter uma voz ativa em relação a isso”, declarou Mirella, em entrevista. “O meu irmão    está no hospital desde 2013”, lamentou.

João Paulo usou diversas vezes a palavra felicidade ao lembrar das ações para a juventude realizadas no seu governo. O petista se solidarizou com Mirella, irmã de Lucas, que hoje tem 22 anos. Mirella tem 30 anos, é filiada ao PT desde os 16 anos e representou o irmão, que ainda está hospitalizado. “É justamente no período da juventude que traçamos nossos principais sonhos na perspectiva de transformar a realidade. O que aconteceu com seu irmão acontece com milhares de jovens no nosso país”, afirmou o ex-prefeito, avisando que iria ouvir as demandas para escolher as prioridades e lançar o programa de governo.

O candidato petista disse que Geraldo Julio desmontou todas as políticas do PT elaboradas para a Juventude. Também afirmou que os uniformes do programa “Aluno nos Trinques” é de péssima qualidade. “A população vai cobrar o plano faraônico que o prefeito prometeu em 2012 e não executou”, disse.

O petista ainda aproveitou a ocasião para elogiar seu vice, que é bem mais jovem. “Quando eu comecei a estudar foi quando inventaram a matemática moderna, a Teoria dos Conjuntos…Nós estamos vivendo agora numa área de intersecção, Silvio, de uma participação permanente. Para que possamos retomar o estado de felicidade e satisfação, temos que ganhar a eleição. A grande questão colocada para nós é que, agora, vamos decidir o futuro do Recife nos próximos quatro anos”.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook