La Liga perto do retorno, mas todos podem desfrutar de Messi e Cristiano Ronaldo

A primeira divisão espanhola regressa neste final de semana com os holofotes voltados para os craques do Barcelona e Real Madrid

É um fenômeno estranho. se você gosta de Crstiano Ronaldo, você não pode gostar de Lionel Messi? Mas por que deve ser assim? Este fim de semana a La Liga está de volta e para variar, Real Madrid e Barcelona, ao lado de seus craques, serão os principais protagonistas, mais uma vez.

Messi chega após um verão europeu difícil após perder a final da Copa América pela Argentina. Também pintou o seu cabelo quando muitos apontaram o seu estado emocional delicado. 

No entanto, com o Barcelona Leo é mais feliz. ELe retornou brilhando em abos os jogos da Supercopa da Espanha, quando os catalães venceram o Sevilla. Aos 29 anos, ele conquistou o troféu de número 29 pelo clube, e levantou a taça após a lesão de Andrés Iniesta no primeiro jogo.

Para Cristiano Ronaldo, o recesso foi mais agradável, embora o craque tenha se lesionado na final da Eurocopa e foi obrigado a deixar os gramados ainda no primeiro tempo. Mas o choro deu lugar a alegria após Eder marcar o gol que garantiu o título sobre a França. 

E agora, o português ficou de fora do triunfo da equipe na SuperTaça Europeia (também contra o Sevilla), pois precisava recuperar a sua forma física após a lesão.

Os dois irão disputar novamente o prêmio da Bola de Ouro, que há oito edições, é vencido apenas entre eles. Cinco para o argentino, e três para o português, que neste ano entra como favorito após a conquista da Eurocopa e da Champions League.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
O que Messi pensa de CR7 | Juventus favorita ao título da Série A | O que esperar de Pato e Ganso na temporada europeia?


O debate vai continuar e, como no futebol há sempre opiniões, vale tudo. Mas eles são tão diferentes: Messi, um jogador de rua, malandro, esperto, espirituoso, com gols e movimentos extravagantes; Cristiano um atleta de potência, veloz e muitos gols de todos os tipos. Tudo bem comparar, mas desfrutar de ambos também é possível.

Às vezes parece que as pessoas não percebem como estamos felizes. Nenhuma geração no futebol tem desfrutado de tal posição dominante por dois jogadores. Embora Messi afirmar que não existe rivalidade e é lindo. Inédito neste futebol. Sim, falamos de Maradona e Pelé, não jogaram na mesma época. Nem Di Stefano. Este é especial e único na história do futebol.

Você pode gostar mais de um ou de outro, com certeza. Óbvio. É lógico que seja assim. Mas La Liga vai começar outra vez e apesar dos gostos, por que não apreciar estes dois fenômenos que estão ajudando uns aos outros a alcançar níveis extraordinários, ano após ano? Esse show não será para sempre. E quando eles se forem, eles vão deixar um enorme vazio.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook