Últimas

Micale pede tranquilidade, passa confiança mas reconhece que Seleção merece críticas

O treinador da equipe masculina pediu calma, ressaltou o equilíbrio do futebol mundial e garantiu: “queremos dar uma resposta em Salvador”

Se no início da preparação do Brasil para a Olimpíada o técnico Rogério Micale levantou grandes elogios da imprensa, agora o treinador da Seleção Olímpica masculina convive com as críticas. Afinal de contas, por melhor que seja nas entrevistas coletivas e treinamentos, a sua equipe não marcou nenhum gol em dois jogos.


GOAL VEJA TAMBÉM: GOAL
Vizeu está “preparado” para Seleção Olímpica | Marta: melhor do que Neymar | Seleção: trio de ataque decepciona


Nesta quarta-feira (10), a Seleção vai para o tudo ou nada contra a Dinamarca. O Brasil precisa de uma vitória simples para avançar às quartas de final, mas outro resultado pode eliminar o time que era visto com amplo favoritismo antes do início do torneio.

“É importante mantermos o controle. Teremos que continuar trabalhando, conversando, porque a classificação só depende de nós mesmos. Uma vitória simples contra a Dinamarca nos garante na próxima fase. Então, precisamos de tranquilidade nessa hora”, afirmou Micale.

“Os questionamentos vieram, mas ainda acho que temos bons jogadores. Ainda acredito. Precisamos trabalhar”, pontuou o treinador, que falou sobre a evolução dos adversários e disse que o momento não é para lamentos.

“O futebol evoluiu demais. Todo o mundo tem informação. O futebol é muito estudado no mundo, e é bem mais fácil destruir as jogadas do que construir. Então, quando pegamos uma equipe determinada, compacta, precisamos fazer a bola entrar para encontrar alguma tranquilidade. Ainda não conseguimos isso”.

“Existe a tristeza, mas o momento de luto deve acabar agora. Vamos nos fortalecer mais ainda. As críticas são normais e até as merecemos. Não fugimos disso. Só que queremos dar uma resposta em Salvador. Deveremos ser fortes lá, que a classificação virá”, completou.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook