Últimas

Movimentos sociais realizam ato contra Temer em praça de Maceió

Eles classificam situação atual do governo como 'golpe à democracia'. No local, oficinas e atividades culturais são realizadas.

 

Movimentos sociais realizam, neste domingo (31), uma mobilização contra o governo do presidente em exercício Michel Temer (PMDB), na Praça Marcílio Dias, localizada no Jaraguá, emMaceió.

Na manhã de hoje, outra mobilização pediu celeridade no processo de impeachment de Dilma Rousseff na Jatiúca, orla de Maceió.

O ato foi encabeçado pelos coletivos “Cultura contra o golpe em Alagoas” e Mulheres pela Democracia”, que informaram que diversas atividades culturais serão realizadas durante o evento, como performances culturais e oficina de cartazes.

A mobilização ocorre no mesmo dia e local do projeto “Ocupe a Praça”, que realiza oficinas de formação, shows e apresentações artísticas. Segundo a organização do projeto, ele não possui ligação com o ato contra Temer.

Faixa escrita 'Temer Golpista' foi hasteada por manifestantes em Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)

Faixa escrita 'Temer Golpista' foi hasteada por manifestantes em Maceió (Foto: Jonathan Lins/G1)

Uma das organizadoras da manifestação, Keka Rabelo, militante do Coletivo contra o golpe em Alagoas, falou das atrações previstas.

"Estamos estimando que participem do ato cerca de 500 pessoas. Aqui temos performances culturais, oficina de cartazes e brechó para arrecadar fundos para o movimento. Como tem acontecido em todo o país, nós construímos e ocupamos eventos culturais, e hoje nosso manifesto acontece junto com o evento Ocupe a Praça", disse.

Vilma Damasceno, representante do Comitê Mulheres pela Democracia, falou sobre a importância da ida das pessoas ao ato. Ela afirma que a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) foi vítima de um golpe político.

" A nossa luta é pelo retorno da presidente Dilma Rousseff, que foi eleita legitimamente pelo voto popular com mais de 54 mil votos. Estamos aqui pra reivindicar direitos e fortalecer a democracia, pois temos plena consciência que houve um golpe. Além disso, é bastante importante a vinda das pessoas pela consciência e também para aproveitar os serviços que estamos oferecendo, como o teste rápido de HIV", conta Vilma.

Manifestante ecreve 'Fora Temer" durante oficina de cartazes (Foto: Jonathan Lins/G1)

Manifestante ecreve 'Fora Temer' durante oficina de cartazes (Foto: Jonathan Lins/G1)

  •  

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook