Mulher recebe coração de técnico alemão morto em acidente no Rio


O alemão Stefan Henze, 35 anos, técnico da equipe de canoagem de seu país e morto nessa segunda-feira, teve seu coração transplantado para uma mulher brasileira que aguardava na fila por um órgão há um ano. A informação é do jornal O Globo.

Henze sofreu um acidente de trãnsito na última sexta-feira, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O técnico e outro membro da delegação alemã de canoagem nos Jogos Olímpicos, Christian Käding, pegaram um táxi rumo à Vila Olímpica. O veículo, entretanto, bateu em um poste. Käding sofreu ferimentos leves, mas Henze sofreu traumatismo craniano, vindo a falecer nessa segunda-feira.

A O Globo, o diretor do Instituto Nacional de Cardiologia, onde foi realizado o transplante, Andrey Monteiro, informou que a paciente se encontra bem e que a evolução de seu quadro nas próximas 72 horas de pós-operatório é fundamental. Ela possui um problema cardíaco crônico.

Ainda quando era atleta, o técnico foi medalhista de prata na Olimpíada de 2004, em Atenas, na modalidade Slalom C-2.

“Estamos profundamente entristecidos. Descanse em paz, Stefan, você ficará para sempre em nossos corações”, publicou a equipe alemã de canoagem no Twitter, em homenagem ao técnico, após a notícia de sua morte.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook