Últimas

"Não está tudo errado", "Só faltou o gol" e Neymar sem falar – Repercussão do segundo empate da Seleção na Rio16

O time de Rogério Micale vai para a terceira partida dos Jogos Olimpícos com a necessidade da vitória

O Brasil empatou em 0 a 0 com a seleção do Iraque, o segundo empate em duas partidas dos Jogos Olimpícos do Rio de Janeiro. A equipe comandada por Rogério Micale decepcionou e foi vaiada após o confronto. No terceiro confronto, contra a Dinamarca, na quarta-feira (10), a vitória é obrigação para garantir classificação à próxima fase.

Veja o que alguns jogadores e o treinador falaram! Neymar, capitão da equipe passou pela zona mista de fone de ouvido, direto do vestiário para o ônibus, ignorando todos os chamados dos jornalistas.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
As imagens de Brasil e Iraque | Mourinho: “Pogba não será titular” | Crônica: Brasil 0 x 0 Iraque



RENATO AUGUSTO, MEIO-CAMPISTA


“Não foi a primeira nem vai ser a última vaia, quem tá no futebol tem que estar preparado. Sou um dos mais experientes. Tem que estar com a cabeça boa para passar calma para os mais jovens. Temos mais uma partida. Se eu tivesse marcado o gol, todos iam me aplaudir. É esperar que esse mesmo torcedor que hoje nos vaia, nos apoie depois. Queremos conseguir a classificação e ir forte para as quartas”.

“Temos que vencer, pensamento de vitória e com o torcedor do nosso lado, vamos tentar essa vitória, em um momento como esse vai ser bom ter o torcedor do nosso lado. O Brasil criou muitas oportunidades, mas perdemos muitos gols. O que vale no futebol é resultado, temos coisas a melhorar, mas não está tudo errado”.

“Neymar é ser humano, tem horas que o cara quer ficar sozinho. é o momento de refletir, é o momento de nos fecharmos como grupo, quem pode resolver isso aí é os jogadores e a comissão técnica. A ansiedade é grande, queremos fazer logo o gol, bola na trave, bola raspando…”.

(Foto:Getty Images)


GABRIEL JESUS, ATACANTE


“Não é só minha sensação, não só do ataque, mas de toda equipe, mas sabemso que só falta o gol, a equipe demonstrou um belo futebol, com a cara do Brasil, indo para frente, mas só falta o gol
Particularmente fico triste de não fazer o gol, mas temos de entender que nem sempre é fácil”.

“Não, a transferência para o Manchester City naõ tem nada a ver. Já joguei na vársea, nad ame atrapalhou, é uma cosia boa que aconteceu para mim. Quando eu estava no Palmeiras, você me fazia essa pergunta. Eu não estou marcando gol pois não estou marcando gol. Tem dia que não fazemos o nosso melhor”.

“Olha, a gente está criando, eu mesmo tive duas oportunidades, não muito claras. Foram três, outros tiveram algumas, estamos chegando, só falta o gol. É algo importante, lógico, mas estamos jogando bem, quando o gol sair tudo melhora”.


ROGÉRIO MICALE, TREINADOR


“Treinamos muito essa situação na Granja, esse tipo de comportamento, tentamos entrar por dentro, com profundidade, demos amplitude com os laterais, tentamos variar jogadas por dentro, tanto que cito a zona vermelha. Fizemos um trabalho desse e aqui repetimos, é um tempo que acho que não seja tão fácil para poder ter toda a potencialidade de furar. Atravessar duas linhas de quatro fechadas é muito difícil, tem que ter um gramado muito bom para trabalhar… Não criticando o gramado daqui, isso não é desculpa”.

“(Sobre pedir ajuda a Tite) O Professor Tite é sempre importante, mas quem está a frente da Seleção olímpica sou eu, o responsável por colocar a equipe em campo sou eu, Tite respeita essa situação, até porque é uma pessoa extraordinária. Quando julgo necessário, não tenho receio de ligar e falar com ele. Estamos trabalhando juntos. Se eu achar importante e tiver oportunidade, até porque ele está preocupado com outras coisas, não tenho problema em procurá-lo”.


WEVERTON, GOLEIRO


(Foto: Getty Images)

“A pressão existe desde que foi formado o grupo para disputar as Olimpíadas no Brasil. Mas sim, a necessidade de vitória aumenta tudo. Conversamos bastante no vestiário, está todo mundo frustrado, infelizmente a vitória não veio. Sabemos da pressão e, agora, vamos em busca da vitória e classificação. É descansar e ir pra Salvador, contar com o apoio de todos”.

“Quando você vê o jogo na televisão, não vê o volume, as chances criadas. Quando vermos com calma a partida, verá que dominamos o jogo, criamos oportunidades mas infelizmente não foi. Futebol é assim, vamos ter tranquilidade. Sabemos que o torcedor está impaciente, vamos fazer o melhor na próxima partida para vencer e seguir na luta pelo Ouro”.

“Sempre procuramos a vitória, para ganhar o jogo temos que fazer gol, mas não é o momento de ficar desesperado. Dependemos apenas da gente, precisamos colocar a cabeça no lugar e a bola, na próxima quarta-feira, precisa entrar na marra”.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook