Os grandes momentos da Seleção Brasileira no Maracanã

Construído em 1950, o estádio mais famoso do futebol brasileiro é palco de grandes triunfos da Canarinho; será também o local da final do torneio de futebol da olimpíada do Rio

O Maracanã é sem dúvida o maior palco do futebol brasileiro. O estádio que foi construído para a Copa do Mundo de 1950 é um baú de de grandes histórias e emoções que ajudam a contar a trajetória do futebol mais vitorioso do mundo. 

 

Ao todo a Seleção Brasileira já disputou 107 partidas oficiais por competições internacionais no Maracanã. Com 77 vitórias, 23  empates e apenas 7 derrotas. Entre elas uma das mais doloridas, a derrota para o Uruguai na final da Copa do Mundo de 1950.

 


(Foto: Reprodução / Internet)

 

Apesar disso, são muitos os bons momentos vividos pela Verde-Amarela no estádio. Na própria Copa de 50, a Seleção derretou a Espanha por 6 a 1 numa exibição de gala para mais de 100 mil torcedores.

 


(Foto: Divulgação / CBF)

 

Sete anos depois, no dia 7 de julho de 1957, o até então maior estádio do mundo, viu o início da trajetória de uma lenda. Num duelo entre Brasil e Argentina, um garoto de apenas 16 anos não teve medo do clássico e mesmo com a derrota por 2 a 1 balançou as redes pela primeira vez. O nome do garoto? Edson Arantes do Nascimento, o nosso Pelé. O craque começava ali sua história de conquistas com a amarelinha.

 


(Foto: Arquivo Nacional)

 

A vitória por 1 a 0 sobre o Paraguai em 1969, pelas eliminatórias praticamente colocou o Brasil na Copa do Mundo de 70 e abriu o caminho para o tricampeonato mundial. Na ocasião, 183.341 pessoas assistiram o gol de Pelé que deu u triunfo à Seleção Brasileira. O público foi recorde por muitos e muitos anos, superando até a final da Copa de 50.

 


(Foto: Divulgação / CBF)

 

Se o rei do futebol marcou seu primeiro gol com a camisa da Seleção no estádio, nada mais justo que o Maracanã ser também o palco de sua despedida. E foi. Em 1971, Pelé se despediu da Verde-Amarela diante da Iugoslávia (dias antes ele havia realizado um amistoso com a Seleção no Morumbi, em SãoPaulo), no empate em 2 a 2. Os gols brasileiros foram marcados pelos tricampeões Rivellino e Gérson, o Canhotinha de Ouro.

 


(Foto: Arquivo / CBF)

 

Em 1989 o Maracanã foi palco do primeiro ato da dupla que ajudaria o Brasil a conquistar o tetracampeonato mundial. Em um momento complicado no início da competição, o Brasil reagiu na fase final graças ao entrosamento da dupla. Na grande decisão, com gol do baixinho Romário a Seleção derrotou o Uruguai e conquistou o título.

 


(Foto: Arquivo / CBF)

 

A sintônia entre Romário e o Maracanã era realmente grande. O baixinho jogou apenas um jogo das Eliminatórias da Copa do Mundo de 1994, o suficiente para fazer com que a Seleção Brasileira vivemos mais um momento marcante no estádio. Mais um duelo contra o Uruguai, na ocasião os brasileiros precisavam da vitória para conquistar a classificação e foi nos pés do camisa 11 que ela veio.

 


(Foto: Arquivo / CBF)

 

Em 2013, mais uma partida memorável para a Seleção Brasileira. Contra a poderosa Espanha, na ocasião campeã do mundo e da eurocopa, na final da Copa das Confederações, os comandados de Felipão bailaram para cima do adversário e com a vitória por 3 a 0 conquistaram o título em uma linda festa no “novo Maracanã”.  Deixando o gostinho de voltarem ao palco de galã na Copa do Mundo, o que infelizmente não ocorreu. 

 


(Foto: Getty Images)

 

Nesta semana como penúltimo passo na caminhada pela tão sonhada medalha de ouro, o Brasil deu show na vitória por 6 a 0 sobre Honduras. Neymar como maestro e a torcida cantando e vibrando como nos velhos tempos foram os principais destaques do triunfo brasileiro.

 


(Foto: Getty Images)

 

Agora, a Seleção volta ao palco sagrado com uma missão, vencer a Alemanha e colocar no peito a única faixa de campeão que falta ao futebol brasileiro. A final está marcada para este sábado(20), às 17h30, no Maracanã.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook