Últimas

Ouro, prata e bronze oraram juntas antes da prova

18/08/2016 – 23:00

Americanas ficaram com o pódio nos 100m com barreiras



Ouro, prata e bronze oraram juntas antes da prova Ouro, prata e bronze oraram juntas antes da prova

Três atletas da equipe norte-americana de atletismo oram juntas antes da prova que participariam. Elas treinam juntas, mas hoje foram concorrentes. Isso não importa, pois afirmam que sentiram a presença de Deus sobre elas e pedem que possam glorificá-lo na corrida.

Algum tempo depois, tem início os 100 metros com barreira. Brianna Rollins, Nia Ali e Kristi Castlin terminam, respectivamente, em primeiro, segundo e terceiro lugar. As três medalhistas são do mesmo país, um feito inédito na modalidade.

Esse foi o destaque da mídia, que parece estar fazendo questão de ocultar os testemunhos de fé dos atletas cristãos. Contudo, quando o japonês Kohei Uchimura, ganhador de duas medalhas de ouro nas provas de ginástica artística afirmou “Não acredito em Deus, nem em lances de sorte; acredito em treinamento”, a frase virou manchete mundial.

De volta para as medalhistas americanas.

Rollins disse à NBC que colocou Deus em primeiro lugar e deixou que Ele a guiasse. Afirmou que tudo que precisava foi de fé como “um grão de mostarda”. Em entrevista ao Christian Examiner, assegurou: “Eu quero ser conhecida como a atleta que glorificou a Deus”.

Já Ali, que ficou logo atrás, afirmou que ganhar a prata foi fruto de muito trabalho, mas assegurou que sua fé em Deus é a fonte de sua realização. “Tudo que Deus te prometeu já está em seu futuro”, escreveu recentemente no Twitter.

Depois de ganhar o bronze, Castlin elogiou as conterrâneas e lembrou que foi “um caminho difícil” até chegar ao Rio, especialmente depois de dar à luz seu filho no ano passado. Ela ficou muito tempo sem treinar e comemorou com o pequeno Tito no colo. Com informações de CBN News


Fonte: Gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook