PF pede arquivamento de inquérito contra Humberto Costa na Lava Jato

A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o arquivamento do inquérito que investiga o senador Humberto Costa (PT-PE) na Operação Lava Jato. De acordo com a PF, as investigações não conseguiram comprovar que o parlamentar recebeu vantagens indevidas.

De acordo com depoimento de delação premiada do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Costa teria sido beneficiário de R$ 1 milhão para sua campanha eleitoral em 2010. O valor teria sido recebido por meio de um auxiliar do deputado.

No relatório enviado ao Supremo, a PF afirma que “esgotadas as diligências vislumbradas não foi possível apontar indícios suficientes de autoria e materialidade” que possam confirmar as declarações de Paulo Roberto Costa sobre o senador petista.

Após receber o relatório policial, o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo, determinou que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se manifeste sobre a investigação.

Caberá a Janot dar a palavra final sobre o arquivamento do inquérito.

Defesa
Após a decisão da PF, o advogado de Humberto Costa, Rodrigo Mudrovitsch, disse que vai pedir ao procurador-geral o arquivamento definitivo da investigação. “Foi um longo e exaustivo inquérito e o relatório final confirmou a posição da defesa de que não era verdadeira a acusação feita contra o senador Humberto Costa. Pedirei agora à PGR que acolha o relatório final e solicite ao STF o arquivamento do caso”, informou o defensor.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook