Últimas

Polícia Civil vai enviar à PF informações sobre alemão encontrado morto

Exame de necropsia não determinou a causa da morte; corpo foi achado em apartamento na Pajuçara

 

A Polícia Civil (PC) vai encaminhar informações à Polícia Federal (PF) sobre o caso do turista alemão encontrado morto na última quinta-feira (4), em um apartamento no bairro da Pajuçara, em Maceió. O exame de necropsia não conseguiu determinar a causa da morte, devido ao avançado estado de decomposição do corpo. 

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, em princípio, as investigações iniciais devem ficar por conta do 2º Distrito Policial (2º DP), que cobre os casos ocorridos na região da Pajuçara. Porém, o material será encaminhado à PF, que fará o contato direto com o Consulado da Alemanha. 

"Estamos tentando contato com o delegado Egivaldo Lopes, titular da distrital, mas todas as informações serão repassadas à Polícia Federal. Se ela achar por bem determinar que investiguemos, assim será feito. Não sei se o Consulado já foi informado sobre o fato, mas a PF deve fazer esse contato", disse a assessoria. 

Por telefone, a assessoria de comunicação da Perícia Oficial (PO) informou que o exame de necropsia feito no corpo do turista Michael Müller, 63 anos, não determinou a causa da morte, em virtude do avançado estado de putrefação. O laudo final ficará pronto em 10 dias. Até o momento, nenhum familiar ou representante da embaixada alemã foi ao Instituto Médico Legal (IML) para buscar informações sobre o caso e fazer a liberação do corpo para sepultamento. 

A Gazetaweb tenta contato com a assessoria da PF. 

O corpo

Segundo informações de uma testemunha, Müller morava sozinho e a porta do apartamento estava trancada. Os vizinhos só desconfiaram que algo de errado tivesse ocorrido, porque fazia aproximadamente sete dias que eles não viam a vítima. Um cheiro muito forte vinha da unidade habitacional.

De acordo com o perito oficial Victor Portela, a equipe foi acionada na noite da quinta-feira, para um achado de cadáver dentro de um apartamento. Ao chegar ao endereço, o perito encontrou o apartamento sem sinais de arrombamento e, no seu interior, o corpo da vítima em cima da cama em estado avançado de putrefação. 

 

Por Jobison Barros

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook