Últimas
uneal

Servidores da Uneal entram em greve e protestam no centro de Maceió

Protesto começou na manhã desta segunda-feira (22). Professores e técnicos cobram reajuste salarial e investimento nos campi.

 

Servidores da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) entraram em greve nesta segunda-feira (22) e saíram em caminhada pelas ruas do centro de Maceió. Eles pararam em frente a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag).

Os servidores, entre eles professores e técnicos administrativos, decidiram pela paralisação depois de uma assembleia da categoria realizada na última terça-feira (16). Eles cobram melhorias salariais e mais incentivo financeiro para a universidade, que conta com seis campi e cerca de 6 mil alunos.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Uneal (Sinduneal), professor Luiz Gomes, disse que, quando assumiu o governo do estado, Renan Filho (PMDB) fez doze promessas aos servidores, mas nenhuma foi cumprida.

"As principais [promessas] dizem respeito ao plano de cargos e carreiras e reajuste dos salariais que estão defasados. De todas as universidades estaduais do país a Uneal é a que tem a menor verba de custeio ", comunicou Gomes.

O técnico administrativo Rudson Nascimento disse que o salário da sua categoria é R$ 920. "Esse salário é o menor de todas as instituições do estado. Um valor pouco maior que o salário mínimo que está defasado", reclamou.

A assessoria da Seplag comunicou que iria entrar em contato com o secretário da pasta para passar alguma informação sobre as reivindicações.

 

G1

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook