Sesau capacita técnicos em Vigilância Epidemiológica de Penedo sobre nova ficha de tuberculose

Ação ocorreu na terça (9) e foi destinada aos municípios prioritários para doença em AL

 

 

Os técnicos em Vigilância Epidemiológica e de digitadores de 13 municípios alagoanos que apresentam o maior número de casos de tuberculose foram capacitados sobre a nova ficha de investigação. A ação ocorreu na terça-feira (9), no auditório da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), onde foram apresentadas mudanças que ocorreram nos campos do documento, conforme determinação do Ministério da Saúde (MS).

 

A técnica Alda Rodrigues, responsável pelo Programa Estadual de Combate à Tuberculose, informou que a capacitação teve o intuito de repassar as informações necessárias para serem inseridas na nova ficha, uma vez que elas servirão de base para o Sistema de Informações, Notificações e Agravos (Sinam). Ainda de acordo com ela, entre as inovações da nova ficha está a informação relativa ao teste rápido molecular de tuberculose e tipo de entrada pós-óbito.

 

Na capacitação de terça-feira, participaram os técnicos dos municípios de São Miguel dos Campos, Pilar, Maceió, Marechal Deodoro, Rio Largo, Penedo, Santana do Ipanema, Arapiraca, Delmiro Gouveia, Coruripe, União dos Palmares e Teotonio Vilela. A capacitação prossegue nesta quarta-feira (10), para profissionais de mais 13 cidades, que também têm um número grande de casos da doença.

 

“Com esta ação estamos investindo na formação continuada dos técnicos municipais e assegurando que eles preencham corretamente o Sistema de Informações, Notificações e Agravos. Como órgão responsável pela assistência técnica aos municípios, a Sesau contribui para assegurar que todos estejam aptos a cumprirem as exigências do Ministério da Saúde”, disse Alda Rodrigues.

 

 

Da redação com Agência Alagoas

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook