Técnico alemão não vê motivos para sentimento de revanche: "não tem nada a ver com o 7 a 1"

Protagonistas da ‘inesquecível’ semifinal da Copa do Mundo de 2014, Brasil e Alemanha irão decidir a grande final dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

A possibilidade de ter uma possível revanche contra a Alemanha após o inesquecível – e vexatório – 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo disputada no Brasil deixou boa parte da torcida animada. No entanto, Horst Hrubesch, técnico alemão acredita que o jogo deste sábado (20), não tem nenhuma relação com a histórica goleada sofrida pela Seleção Brasileira há dois anos.

“Acho que não tem nada a ver com o 7 a 1. Nosso time é de jogadores jovens que terão uma experiência única disputando uma final no Maracanã. Devemos comemorar e aproveitar isso. É o que vamos fazer. Jogar a final no Maracanã é um sonho feito realidade e estamos ansiosos por isso. Considerando as dificuldades que tivemos no começo, o que o time conseguiu é incrível e sou muito grato”, disse Hrubesch. “O que pode ser mais bonito do que disputar a final olímpica, contra o time da casa, no Maracanã?”, questionou.

 Getty Images

“Sempre digo que você nunca joga contra o um atleta, mas sim contra um time. O Brasil possui uma equipe de muita qualidade, em campo e no banco de reservas. Mas temos que manter a concentração em nossas próprias forças para conseguirmos dominar o jogo”, acrescentou o treinador.

O confronto contra a Alemanha trará a tona dois grandes fantasma da Seleção Brasileira: o sonho do inédito ouro olímpico x reencontro com a Alemanha, algoz do seu maior vexame na história. No sábado (20), às 17h30 (horário de Brasília), Brasil e Alemanha estarão frente a frente para mais uma jogo que entrará para a história do futebol, independente do resultado.

Números de Brasil x Alemanha nos Jogos Olímpicos:


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Brasil dá “chocolate” no  Maracanã | Neymar vs Honduras em detalhes! | A queda das meninas: análise



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook