Últimas

Vídeo mostra mulher sofrendo racismo em praia do Rio de Janeiro

A agente de viagens Sulamita Mermier, de 31 anos, foi alvo de ofensas racistas enquanto passeava na Praia da Reserva, no Rio de Janeiro. Frases como “Nasça branca da próxima vez” e “Você é uma complexada por ter cabelo duro” foram ditas à ela por uma mulher não identificada. Após vários xingamentos, a acusada foi presa em flagrante por injúria e injúria por preconceito e levada por policiais para prestar esclarecimentos. Após pagar fiança de R$ 500, ela foi liberada provisoriamente. Ela não poderá deixar a cidade do Rio de Janeiro sem autorização judicial durante o processo e terá que se apresentar ao juiz todo mês.

Segundo Sulamita, a mulher conversava com o marido e duas jovens em voz alta, se dizendo orgulhosa por ser descendente de alemães e chegando até a repetir a famosa saudação nazista “Heil, Hitler”. Incomodada com as declarações racistas, a agente de viagens começou a registrar as ofensas. Ao perceber que estava sendo filmada, a mulher foi em direção à câmera e jogou um beijo antes de começar a falar: “Eu não tenho culpa de você se sentir agredida por ser mulata, amor. Você é uma complexada. Nasça branca. Entendeu? Você nasceu mulata, fazer o quê?”, diz. De acordo com a vítima, a mulher chegou a dizer para que ela tomasse sol no penico e que tinha nojo do marido da agente de viagens, que é estrangeiro (suíço).

Em outro trecho da gravação, a mulher nega que tenha se dirigido a Sulamita. “Eu não chamei você de mulata, eu estava conversando com a minha família e você se ofendeu. Sorry, você é mulata. Eu não tenho culpa. Dá graças a Deus que você pegou um alemão (em referência ao marido de Sulamita, um suíço)”. Nos últimos momentos do vídeo, a acusada diz à Sulamita: “Nasça branca da próxima vez. Você é uma complexada, entendeu? Por ter cabelo duro”, disparou a mulher. Postado no Facebook por um amigo de Sulamita, o registro já tem mais de quarenta e cinco mil compartilhamentos e foi visto quase cinco milhões de vezes.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook