Últimas

► Diretor diz que São Paulo preparou esquema de segurança em caso de derrota no Choque-Rei e chama invasores de ‘bandidos’

José Jacobson lembrou que o clube rompeu com as torcidas organizadas dede julho e que não há chances de reconciliação

Escolhido pelo clube para conceder entrevista coletiva nesta sexta-feira (2), no CT da Barra Funda, ao lado de Hudson e Ricardo Gomes, o diretor de futebol do São Paulo, José Jacobson Neto, precisou responder a inúmeras perguntas sobre o incidente do último sábado (27) durante o treinamento da equipe. Em uma delas, o dirigente chamou os invasores de bandidos, lembrou que o clube do Morumbi rompeu com as organizadas e garantiu que não há chances de reconciliação.

“Não temos relação nenhuma mais. Inclusive disseram que nós diretores apoiamos e facilitamos a entrada desse pessoal. Seria muita burrice nossa. Deixo claro que em nenhum momento facilitamos a entrada no sábado e não temos relação nenhuma com esses torcedores, esses bandidos”, afirmou.

“Eles podem fazer pressão, vaiar, mas não ameaçar. Falam que são são-paulinos e vejam o que fizeram de desserviço â nação tricolor. Eles não representam os 20 milhões de são-paulinos. Não estamos fazendo nada que as autoridades não nos peçam. Vocês (jornalistas) são canhões e tem como nos ajudar para que isso não volte a acontecer”, completou.


(Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil)

Questionado se o São Paulo está preparando um esquema de segurança em caso de derrota no clássico contra o Palmeiras na próxima quarta-feira (7), no Allianz Parque, Jacobson respondeu afirmativamente e aproveitou para cobrar as autoridades.

“Estamos trabalhando para obter um bom resultado, mas já tomamos todas as providências. Tivemos uma reunião ontem com o secretario da segurança. Todas as ações a partir de agora são as autoridades públicas que têm de ter. Elas têm de guardar e dar segurança ao clube. Nós fomos vítimas. Estamos muito atentos a isso. Tem que acontecer alguma coisa, sim”, declarou.

Confira outras declarações do diretor de futebol do Tricolor:

Planejamento foi bem feito?

“A planificação foi boa. Não foi ótima, porque não tivemos muito tempo. Mas, na minha ótica, fizemos um bom planejamento, sim. O que culminou é que os resultados não vieram”.

Responsabilidade da diretoria

“Eu diria a você que a responsabilidade nossa existe, mas, se você olhar, no Brasileiro perdemos 18 pontos. Jogamos muito bem contra Inter, Atlético-PR e perdemos. Perdemos nos detalhes. Não estamos sabendo jogar no Morumbi, Os times jogam por uma bola acabam ganhando o jogo. Estamos praticamente nivelados, mas o ganho esportivo é o nosso objetivo. Precisamos melhorar”.

Avaliação do elenco

“O elenco nosso é bom, e os garotos da base estão chegando e estamos apostando muito neles. Contratações de jogadores nesta fase de meio de ano não são fáceis. Mas estamos sempre buscando jogadores”.


(Foto: Fernando H. Ahuvia/Goal Brasil)


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Hudson admite falta de confiança | R. Gomes revela tensão pós-invasão | Lugano não treina



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook