Últimas
menores

Adolescente é morto por asfixia e a golpes de lápis em clínica de reabilitação

Suspeitos são outros menores do local, que já foram identificados

 

Um adolescente de 15 anos foi encontrado morto, no começo da manhã desta terça-feira (27), em um dos dormitórios da Clínica de Reabilitação de Menores Crer, localizada no bairro Cabreira, na cidade de Marechal Deodoro, na Região Metropolitana. A Polícia Civil informou, no local, que o garoto foi assassinado a golpes de instrumentos contundentes (provavelmente um lápis e pedaços do acrílico do boxe do banheiro) e asfixia por outros quatro meninos internados no local, que já foram identificados.

O motivo do crime, informado pelos suspeitos ao delegado Rodrigo Colombelli, foi a prática de atos obscenos deste adolescente na frente dos outros 'colegas'. Os garotos diziam que se chateavam muito quando Arthur Felipe se masturbava e fazia questão de repetir os gestos frequentemente diante do olhar de todos.

O grupo suspeito contou que praticou o assassinato por volta das 21 horas dessa segunda-feira e nenhum funcionário da clínica percebeu a movimentação estranha. Eles disseram que sufocaram a vítima com uma toalha na cabeça e depois golpearam-na várias vezes com um lápis e com pedaços do acrílico do boxe do banheiro. Em seguida, cobriram o corpo com um lençol na cama para dar a impressão de que o menino estava dormindo.

A morte somente foi percebida na manhã desta terça-feira, quando parte do grupo saiu para a missa matinal e Arthur não apareceu. Os funcionários viram o corpo e chamaram imediatamente a polícia. Os primeiros levantamentos foram feitos no local e o inquérito será instaurado. Os menores suspeitos serão ouvidos e responsabilizados pelo crime. Devem apreendidos na Delegacia da Criança e do Adolescente.

A vítima estava na clínica há cerca de um mês para se recuperar da dependência de droga. No total, há 21 adolescentes no local com a mesma finalidade: libertar-se do vício.

 

Gazetaweb

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook