CBGT: cinco lições de Brasil x Colômbia

Com uma assistência e um gol, Neymar se iguala a Zico como o quarto maior artilheiro da história da Seleção Brasileira

Depois da boa vitória sobre o Equador em Quito, o Brasil voltou a campo nesta terça-feira(6) para encarar a Colômbia pela oitava rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

 

Com apoio de mais de 36 mil torcedores, a Seleção abriu o placar, cedeu o empate mas viu Neymar, enfim, responder as provocações dos adversários na bola e decidir a partida.

 

Abaixo, a Chevrolet Brasil Global Tour destaca os principais pontos da vitória da Seleção:

 


PAULINHO SEM BRILHO MAS EFETIVO


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

Apesar de não vermos a versão futebol vistoso de Paulinho em campo ele vem sendo peça importante no esquema montado por time. Sem os grandes passes e os chutes de fora da areá, o volante tem sido peça fundamental na marcação. Mais recuado para ajudar Casemiro, impediu um contra-ataque de Noboa no duelo contra o Equador e nesta terça-feira mais uma vez deu o bote certo em cima de Macnelly Torres. 

 


NEYMAR IGUALA ZICO


 


(Foto: Getty Images)

 

Parece que Neymar exorcisou de vez o fantasma colombiano. Depois da boa atuação na Olimpíada do Rio, o camisa 10 foi decisivo nesta terça e marcou o gol que deu a vitória aos comandados de Tite. Além disso, o craque se igualou a Zico como o quarto maior artilheiro da Seleção Brasileira com 48 gols. Com apenas 24 anos, ele ainda tem muitos jogos e redes para balançar e seguir fazendo história pela Canarinho.

 


SAÍ WILLIAN E ENTRA COUTINHO


 


(Foto: Getty Images)

 

Tite vem armando um time muito forte ofensivamente pelo lado esquerdo com Marcelo, Renato Augusto e Neymar, já pelo direito o treinador tem prefeiro se expor menos. Com isso, Willian acaba sendo prejudicado. O meia que vinha de belas atuações com a camisa da Seleção não conseguiu repetir os feitos nos dos últimos jogos, não por declínio técnico mas por falta de ter com quem jogar pelo lado direito. Por outro lado, Coutinho vem aproveitando bem as oportunidades, pelo segundo jogo seguido entrou na vaga de Willian e correspondeu muito bem participando efetivamente das jogadas decisivas. Pelo meio, deu assistência para o gol de Neymar.

 


O DEDO DE TITE


 


(Foto: Getty Images)

 

Com dois jogos seguidos, Tite praticamente não teve tempo para treinar, apenas alguns dias para conhecer todo o grupo e passar suas ideias. Mas parece que o pouco tempo foi bem aproveitado. O treinador montou um time e fez boas escolhas táticas e quando algo não funcionou não teve medo de fazer modificações, talvez por isso o Brasil tenha conseguido pela primeira vez nesta Eliminatória duas vitórias consecutivas. Com humildade, o novo comandante está deixando a Seleção bem competitiva.

 


VICE-LIDERANÇA


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

A vitória sobre a Colômbia foi fundamental para a Seleção Brasileira que pulou da quinta colocação para a vice-liderança deixando Equador, a Colômbia, e a arquirrival Argentina comendo poeira. Com 15 pontos, o Brasil está apenas um ponto atrás do Uruguai, líder do torneio. Os dois próximos duelos são importantes e podem levar o Brasil à liderança. A Seleção encara a Bolívia, em Natal, em seguida a Venezuela fora de casa.


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook