Últimas

CBGT: cinco lições de Equador x Brasil

No primeiro ato de Tite com a Seleção Brasileira, o Brasi atropleou o Equador em Quito e venceu por 3 a 0

A estreia do técnico Tite sob o comando da Seleção Brasileira não poderia ter sido melhor. Uma goleada por 3 a 0 sobre o Equador na altitude de Quito e a quebra de um tabu de 33 anos sem vitórias na capital equatoriana marcaram o primeiro ano do treinador à frente da Canarinho.

 

Com um time bem montado e um bom futebol apresentado, principalmente no segundo tempo, Neymar, e Gabriel Jesus duas vezes garantiram a vitória brasileira.

 

Abaixo, a Chevrolet Brasil Global Tour destaca os principais pontos da goleada da Seleção.

 


A ESTRELA DE GABRIEL JESUS


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

Não foi só Tite que teve motivos de sobra para comemorar na sua estreia pelo Brasil. Gabriel Jesus entrou em campo pela primeira vez defendendo a Seleção principal e apesar de um início meio acanhado cresceu no segundo tempo e se tornou o grande responsável pela vitória brasileira.

 

Depois de uma jogada praticamente sem resultado, Jesus acreditou e ganho do zagueiro adversário que acabou fazendo pênalti no Brasileiro. Neymar abriu o placar. Em seguida, Jesus aproveitou belo cruzamento de Marcelo e balançou as redes, no terceiro lance um belo chute colocando dando números finais a partida. Com certeza Pep Guardiola está muito orgulhoso de sua nova jóia.

 


NEYMAR QUEBRA TABU E É SOLIDÁRIO


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

Desde setembro de 2015 o camisa 10 não balanças as redes pela Seleção principal. Mas o jejum acabou após bela cobrança de pênalti onde o craque abriu o placar para o Brasil. Em seguida, Neymar fez jogadas individuais quando necessário mas foi muito solidário dando belos passes para seus companheiros. No final do segundo tempo enxergeu Jesus sozinho pelo meio e passou para o companheiro que definiu o placar.

 

Em uma grande noite em Quito, o camisa 10 jogou mais leve, mais alegre e principalmente mais coletivo.

 


RENATO AUGUSTO ISOLADO


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

Renato Augusto se transformou em uma das principais peças da Seleção Brasileira. Mas nesta noite principalmente no primeiro tempo teve dificuldades por estar sozinho pelo lado esquerdo. Ninguém chegava para dar apoio ao meia e Paulinho não conseguiu entrar no ritmo do companheiro.

 

No segundo tempo, quando esteve pelo lado direito Renato Augusto foi muito bem arriscando chutes de longe  e dando bons passes para os companheiros. É necessário que o camisa 8 tenha alguém mais próximo para tocar a bola e fazer as jogadas.

 


CASEMIRO IMPECÁVEL


 


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press)

 

A atuação de Casemiro foi gigante. O volante mostrou que além de estar jogando muita bola pode ser o dono da marcação brasileira. Um verdadeiro leão, correndo o tempo todo e fazendo perfeitamente a proteção da zaga. Foi o maior ladrão de bolas do jogo. Por cima ou por baixo lá estava Casemiro no pé dos adversários. Além disso, foi perfeito nos passes e nos lançamentos.

 


O RETORNO DE MARCELO


 


(Foto: Getty Images)

 

Um dos melhores jogadores do mundo em sua posição, Marcelo não podia estar de fora desta Seleção. Em seu retorno provou mais uma vez que merece a vaga. Perfeito nas investidas ofensivas, fez boas jogadas e tabelas e deu linda assistências para Gabriel Jesus. 

 

Também foi importante defensivamente onde cumpriu muito bem o seu papel fechando os espaços e compondo a marcação. Com ele em campo o Brasil cresce muito.  


Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook