Últimas

Com tornozeleira eletrônica, Japonês da Federal escolta presos da Lava Jato

O japon
O japons e outros 22 policiais federais foram alvos da Operao Sucuri, deflagrada para apurar um esquema formado por agentes da PF e da Receita Federal. Foto: Reproduo/Internet.

Monitorado por uma tornozeleira eletrônica, o policial federal Newton Ishii, conhecido como o Japonês da Federal, ressurgiu. O Japonês escoltou presos da Lava Jato. Na segunda-feira, o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, e nesta terça, o pecuarista José Carlos Bumlai. Assim como o pecuarista, Newton Ishii estava usando uma tornozeleira eletrônica. Ele estava afastado desde que foi condenado a 4 anos e dois meses por facilitação de contrabando na fronteira de Foz do Iguaçu (PR).

Newton Ishi cumpre pena no regime semiaberto harmonizado, isto é, ele deve ficar em casa entre às 23h e 5h durante a semana. Nos finais de semana fica proibida a saída. Ele e outros 22 policiais federais foram alvos da Operação Sucuri, deflagrada para apurar um esquema formado por agentes da Polícia Federal e da Receita Federal que facilitava contrabando de produtos ilegais na fronteira com o Paraguai. 

Ishii ganhou destaque no início da fase ostensiva da Lava Jato depois de escoltar prisioneiros da operação sobre desvios na Petrobras. O Japonês da Federal foi exaltado em alguns protestos, chegou a ser homenageado com um boneco gigante no carnaval de Olinda e foi tema principal de marchinha de carnaval.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook