Últimas

Corinthians e São Paulo são os que mais sofreram com janela de transferências; Palmeiras passa ‘ileso’

Verdão foi o único do trio de ferro que manteve o mesmo elenco para o restante da temporada

Corinthians e São Paulo foram os dois clubes da capital paulista que mais sofreram com a janela de transferências, que fechou na última quarta-feira (31). O Palmeiras, por sua vez, tem muito a comemorar já que conseguiu manter o seu elenco para o restante da temporada.

O Verdão fechou a venda de Gabriel Jesus para o Manchester City por 32,75 milhões de euros (aproximadamente R$ 121,1 milhões, na conversão da moeda de quando o acordo foi definido), mas tratou de assegurar a permanência do atacante até o fim do ano. Atendendo a um pedido do técnico Cuca, o clube ainda recusou propostas por Róger Guedes e Vitor Hugo, sondados por Spartak Moscou, da Rússia, e Fiorentina, da Itália, respectivamente.


(Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Dos principais concorrentes ao título brasileiro deste ano, inclusive, apenas o líder Verdão e o segundo colocado Flamengo passaram ilesos. O Santos perdeu um de seus principais jogadores: o atacante Gabriel foi vendido para a Inter de Milão. O Atlético-MG negociou o lateral-esquerdo Douglas Santos com o Hamburgo, da Alemanha. Já o Grêmio ficou sem Giuliano, que se transferiu para o Zenit, da Rússia.

Outros clubes da Série A do Brasileirão também foram afetados. São os casos do Atlético-PR, que perdeu Ewandro para a Udinese, o Botafogo, que vendeu Ribamar para o Munique 1860, e o Cruzeiro, que negociou Bruno Viana e Douglas Coutinho com Olympiacos e Braga, respectivamente. O Fluminense, por sua vez, emprestou Marlon Santos para o Barcelona, enquanto o Internacional cedeu por um ano Alisson Farias ao Estoril.

Ninguém, porém, sofreu tanto quanto Corinthians e São Paulo. O Timão, que já havia perdido no início do ano vários jogadores titulares na campanha do hexacampeonato brasileiro de 2015 para o mercado europeu e asiático, viu mais seis jogadores serem negociados na atual janela: André (Sporting), Luciano (Leganés), Alexandre Pato (Villarreal), Felipe (Porto), Bruno Henrique (Palermo) e Elias (Sporting), sendo que os três últimos eram titulares absolutos.


(Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

“Ainda bem que a janela fechou. Quem foi, foi, e quem está aqui vamos juntos até o final”, comemorou Cristóvão Borges ao falar sobre o fechamento da janela de transferências.

O São Paulo, por sua vez, é quem mais está sofrendo até aqui com as saídas. Tanto é que a equipe venceu apenas uma das dez últimas partidas que disputou e está apenas quatro pontos na frente do Internacional, que é o primeiro time na zona de rebaixamento do Brasileirão.


(Foto: LUIS ACOSTA/AFP/Getty Images)

Nesta janela, o Tricolor acabou perdendo Paulo Henrique Ganso (Sevilla), Jonathan Calleri (West Ham) e Alan Kardec (Chongqing Lifan). Titulares absolutos no primeiro semestre, os dois primeiros estão fazendo muita falta ao time. O técnico Ricardo Gomes, que chegou para substituir Edgardo Bauza, vem enfrentando problemas no setor de criação da equipe chegando, inclusive, a escalar volantes na armação. A saída do atacante argentino já era esperada, mas ele deixou saudades no torcedor mesmo com Chávez iniciando bem sua passagem pelo clube.

Se fica algo de positivo para o São Paulo é o fato de Rodrigo Caio ter permanecido. Campeão olímpico com a Seleção Brasileira, o defensor não se mostrou interessado em jogar no Hamburgo e ainda viu o clube do Morumbi recusar uma proposta de R$ 33 milhões do Sevilla. O Napoli também chegou a negociar, mas não conseguiu chegar a um acordo.


GOALVEJA TAMBÉM: GOAL
Cristóvão vibra com fechamento da janela | Um dos segredos do Verdão | Chávez quer superar Calleri



Fonte: Goal.com

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook