Últimas

Giovana Echeverria investigou suicídios para se preparar para a minissérie “Justiça”

Giovana Echeverria - Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior

Giovana Echeverria – Foto: TV Globo/ João Miguel Júnior

Giovana Echeverria encarou uma história dramática na pele de Vanessa, sua personagem na minissérie Justiça. Após o vazamento de um vídeo íntimo, ele entra em desespero e acaba cometendo suicídio se jogando do alto de um prédio.

Para se preparar para a personagem, a atriz contou ao jornal Extra desta terça-feira (6/9), que decidiu investigar histórias por conta própria. Ela visitou o prédio da Universidade Federal de Pernambuco, palco de tragédias semelhantes a da ficção, que serviu de cenário para a trama.

“Fui para Recife por conta própria e descobri isso. Visitei os andares de onde as pessoas se jogam, conheci amigos dessas pessoas… É muito triste”, disse a atriz.

As histórias de vida fizeram Giovana refletir:

“Fiquei surpresa por a maioria dos casos vitimar mulheres. A cultura machista se aproveita da fragilidade da mulher e de ela estar entregue a uma situação na hora do sexo. O crime de divulgação de vídeos íntimos é fruto de uma cultura de excessos, de exposição, de uma certa carência. Uma situação desse tipo tira a moral da pessoa, é como se fosse um estupro. Temos que pensar no que consumimos na internet”, disse à publicação.

A atuação na minissérie rendeu elogios dos telespectadores:

“Eu tenho mania de achar que vou passar desapercebida, mas recebi mensagens de muitas pessoas dizendo que já passaram por aquilo ou que tinham se emocionado com a história”, ressaltou.

Sobre a nudez na telinha, Giovana contou que não houve problemas, e que entende que o corpo é um “instrumento de trabalho”:

“A equipe foi muito cuidadosa e depois de um tempo, a gente acaba entendendo o corpo como um instrumento de trabalho. O pudor sai um pouco, o que fica é o valor da obra. Aquilo ali é tudo pela arte mesmo”, completou.


Fonte: Cenapop.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook