Últimas

João Paulo apresenta programa de governo enxuto para o Recife

Petista concedeu entrevista no comit
Petista concedeu entrevista no comit Recife pela Democracia ao lado do candidato a vice, Slvio Costa Filho (esquerda) Crdito: Trsio Alves/Divulgao

Candidato a prefeito pelo PT no Recife, João Paulo apresentou, nesta sexta-feira (16), o programa de governo resumido, que contém 39 propostas. A plataforma é enxuta e baseada em três eixos: Cidade Sustentável, Cidade Inclusiva e Cidade Participativa. O programa será divulgado na íntegra a partir da próxima semana na internet, sendo aprofundado em mais de 200 pontos.  Contudo, não será registrado em cartório, com informações extraoficiais de bastidores. A intenção é evitar uma atitude demagógica e dar margem para os adversários fazerem cobranças mais duras. Na eleição de 2012, o prefeito Geraldo Julio registrou em cartório.

Entre as novidades do programa, na questão da área de saúde, João Paulo se comprometeu a transformar o Hospital Infantil Maria Cravo Gama em Hospital da Criança do Recife, integrado à rede básica de saúde municipal. Ele também garantiu o pleno funcionamento do Hospital da Mulher, o acesso à rede de saúde, priorizando a marcação de consultas e exames, bem como a recuperação dos postos de saúde e reintegração das Upinhas à rede de atenção básica.

Na área social, João Paulo assumiu o desafio de construir no mínimo uma creche por RPA em horário estendido, o que é uma demanda antiga das mulheres que trabalham. “Vamos aumentar o programa de saúde da família e melhorar as condições das nossas maternidades”, completou.

O deputado estadual Sílvio Costa Filho (PRB), candidato a vice, explicou que a plataforma de governo foi composta a partir de 12 cirandas realizadas, com cerca de duas mil pessoas, de todos os segmentos expressivos da sociedade. Ainda houve sugestões de nove grupos de trabalho constituídos em seis Regiões Político Administrativas do Recife. De acordo com Sílvio,  este não era o momento de realizar grandes promessas, porque mais de 60% do programa de governo de Geraldo Julio não foi executado, portanto, será necessário concluir as obras. “Vamos ter um olhar social sobre o Recife, valorizando as pessoas”.

Veja alguns trechos da coletiva de imprensa concedida por João Paulo e Silvio Costa Filho

ENXUGAMENTO DE SECRETARIAS
A coligação Recife pela Democracia se comprometeu em enxugar o número de secretarias. Atualmente, segundo Silvio Costa Filho, existem mais de 24 pastas e quatro secretarias com status de primeiro escalão. “Na época de João Paulo, a prefeitura funcionava com 15 secretarias e mais duas com status de secretaria”, declarou. João Paulo não especificou  o número de cortes, mas voltou a reafirmar o compromisso de que formará um secretariado com paridade, número igual de homens e mulheres.

COMBATE AO MOSQUITO TRANSMISSOR DA ZIKA, CHIKUNGUNYA E DENGUE
João Paulo admitiu que não adianta que a prefeitura apenas cobre da população que se livre de plantinhas com águas e fique de olho em entulhos do seu quintal. Ele frisou ser necessário investir em saneamento e reforçar parcerias com o governo do estado, que é responsável legal por fornecer saneamento à população.  O ex-prefeito contou que, quando ele era superintendente de Sudene, realizou um convênio com o governo do estado no valor de R$ 400 milhões para saneamento. “Nós precisamos tomar conta desses convênios. Inclusive obras de saneamento que fizemos na Mangueira e Mustardinha estão se deteriorando”, disse o petista. “Os canais da nossa cidade estão abertos, a nossa coleta de lixo está horrível e isso é um sofrimento muito grande”, acrescentou ele.

CONVERSA COM O GOVERNADOR e DÍVIDAS
João Paulo afirmou que, da mesma maneira que fez quando era prefeito e Jarbas era governador, ele pretende ter uma reunião com o governador Paulo Câmara nos primeiros dias de governo para manter um diálogo aberto.  Segundo Sílvio Costa Filho acrescentou que a prefeitura irá cobrar cinco ações do governo do estado. A execução da PPP da Compesa, que estaria com um atraso de mais de 50%; o Pacto pela Vida do Recife, cuja criminalidade teria crescido 43% em três anos, a conclusão do corredor Leste; e a conclusão do corredor Oeste, a retomada do projeto de navegabilidade urbana, com a retirada de palafitas. “Olhamos no Portal da Transparência e existem mais de 120 milhões de restos a pagar. Iremos fazer um diagnóstico da situação de 2016”

PASSE LIVRE DOS ESTUDANTES, UBER E TRANSPORTE COLETIVO
O candidato do PT disse que precisa ser rediscutido a questão do Passe Livre, mas ele frisou que não mudará o que já existe, ou seja, o benefício dos estudantes da rede municipal não será retirado. Ele frisou, no entanto, que não pode se comprometer em estender. “Quem vai pagar essa conta? É importante que as pessoas entendam que a gratuidade é paga pelo trabalhador mais pobre”, afirmou, para depois acrescentar: “um governo tem que enfrentar as questões de frente”, pontuou, dizendo que a omissão provoca brigas, como está acontecendo entre Uber e taxistas.  (Atualmente, 14 mil alunos têm direito ao Passe Livre, uma reivindicação dos protestos que explodiram no país em 2013). Ainda segundo João Paulo, a intenção é criar e implantar no SEI da Integração Temporal em qualquer parada, sem a necessidade de o cidadão passar por terminal integrado.  

GRANDES OBRAS E GERALDÃO
João Paulo afirmou que o projeto do Geraldão será reestudado. Ele disse ser impossível manter um ginásio como aquele com ar condicionado central, como quer Geraldo Julio, porque seria uma conta difícil de pagar. Segundo João Paulo, o ginásio precisa funcionar para integrar as comunidades da área, servir de espaço de lazer e esportes. “Primeiro, queremos reabrir tudo que está fechado.  Tem mais de 40 obras paradas. Queremos retomar o Geraldão, por exemplo, mas o conceito tem que ser discutido. Não dá para fazer um Geraldão com ar condicionado central, porque a cidade não tem recursos para garantir. A máquina de lavar da creche de Nova Descoberta está quebrada há um ano e quatro meses”, declarou. Silvio Costa acrescentou que o Compaz custou R$ 15 milhões, mas os parques da Macaxeira, do Caiara, e o Bidu Krause estão se deteriorando.

SEGURANÇA E JOGOS DE FUTEBOL

João Paulo se comprometeu em requalificar a iluminação pública, com atenção nas áreas de maior vulnerabilidade, combater a cultura do estupro e reforçar a guarda municipal, convocando os 900 concursados. No tocante à violência registrada nos dias de jogo, justamente fora do perímetro dos jogos, ele afirmou que a responsabilidade de segurança é de todos. “Nós não podemos tratar isso só com a política de repressão. Precisamos de políticas para a juventude, como escolas abertas nas comunidades, parques… O estado tem que chamar para si a responsabilidade e buscar parceiros. Não pode ter a política de empurra para cá e empurra para lá”.


Fonte: Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook